Casa Grande comprava escravos; hoje, compra deputados

"Esse espetáculo indigesto da compra de deputados a fim de que rejeitem a denúncia de corrupção contra Temer não está dando prejuízo apenas aos cofres públicos, afundando mais e mais a economia e dando ânsia de vômito nos homens de bem; está tirando o Brasil do mapa dos países civilizados do século 21", diz o colunista do 247 Alex Solnik sobre as articulações de Michel Temer para barrar a investigação de corrupção passiva contra ele; "As notícias de que Temer já tem maioria para continuar no governo não surpreendem a quem conhece a nossa história. O Brasil viveu e ainda vive dividido entre Casa Grande e Senzala. A Casa Grande comprava e vendia escravos; hoje, compra e vende deputados", diz Solnik

"Esse espetáculo indigesto da compra de deputados a fim de que rejeitem a denúncia de corrupção contra Temer não está dando prejuízo apenas aos cofres públicos, afundando mais e mais a economia e dando ânsia de vômito nos homens de bem; está tirando o Brasil do mapa dos países civilizados do século 21", diz o colunista do 247 Alex Solnik sobre as articulações de Michel Temer para barrar a investigação de corrupção passiva contra ele; "As notícias de que Temer já tem maioria para continuar no governo não surpreendem a quem conhece a nossa história. O Brasil viveu e ainda vive dividido entre Casa Grande e Senzala. A Casa Grande comprava e vendia escravos; hoje, compra e vende deputados", diz Solnik
"Esse espetáculo indigesto da compra de deputados a fim de que rejeitem a denúncia de corrupção contra Temer não está dando prejuízo apenas aos cofres públicos, afundando mais e mais a economia e dando ânsia de vômito nos homens de bem; está tirando o Brasil do mapa dos países civilizados do século 21", diz o colunista do 247 Alex Solnik sobre as articulações de Michel Temer para barrar a investigação de corrupção passiva contra ele; "As notícias de que Temer já tem maioria para continuar no governo não surpreendem a quem conhece a nossa história. O Brasil viveu e ainda vive dividido entre Casa Grande e Senzala. A Casa Grande comprava e vendia escravos; hoje, compra e vende deputados", diz Solnik (Foto: Alex Solnik)

   Esse espetáculo indigesto da compra de deputados a fim de que rejeitem a denúncia de corrupção contra Temer não está dando prejuízo apenas aos cofres públicos, afundando mais e mais a economia e dando ânsia de vômito nos homens de bem; está tirando o Brasil do mapa dos países civilizados do século 21.

   O que o mundo está pensando do Brasil agora é: este é o país em que um presidente acusado de corrupção compra deputados para se livrar das acusações.

   E onde empresários compram as leis de que precisam.

   É o país governado por uma elite corrupta.

   Um país onde autoridades e leis são negociáveis é uma ótima oportunidade para bilionários predadores e não para investidores minimamente honrados.

   As notícias de que Temer já tem maioria para continuar no governo não surpreendem a quem conhece a nossa história.

   O Brasil viveu e ainda vive dividido entre Casa Grande e Senzala.

   A Casa Grande elege as autoridades políticas e judiciárias do país e é, portanto, quem governa, associada ou não ao capital internacional; e a Senzala trabalha.

   A Casa Grande comprava e vendia escravos; hoje, compra e vende deputados.

   A Casa Grande pode tudo.

   Inclusive jogar o país na sarjeta.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247