Combater à pobreza e à corrupção no país da colonialidade

No Brasil, hoje, vivemos um clima de eleição futura. Milhares morreram (613 mil, fora as subnotificações) em função da desigualdade articulada com à extrema-direita

www.brasil247.com -
Siga o Brasil 247 no Google News

Endireitar? Significa colocar no caminho correto. Será que o povo brasileiro está torto, e precisa de ser endireitado? Através de um controle externo condenado?

What is left?

Em Turim, 1992, ocorreu um seminário que questionou exatamente isto: "O que é Esquerda"?

PUBLICIDADE

Lá, as respostas foram as mais disparatadas e contraditórias: "A esquerda não existe mais", "A esquerda foi sepultada sob as ruínas do universo soviético", "Se a esquerda é o que tradicionalmente significava, então o colapso do sistema bolchevique é um triunfo para a esquerda, ao lhe abrir possibilidades que haviam sido sepultadas por aquele sistema de tirania de 1917" 

Podemos ser totalitários de esquerda? As disputas entre esquerda e direita são artificiais e enganosas? De acordo com Bobbio (2011. p. 103), o discurso sobre direita e esquerda, que fora analisado em seu livro “Direita e Esquerda”, nasceu de estudos sobre a nova direita radical, realizado por estudiosos que têm por esta uma profunda aversão. Hierarquia e desigualdade, por certo, estão no âmago da díade secular "esquerda-direita". 

No Brasil, hoje, vivemos um clima de eleição futura. Milhares morreram (613 mil, fora as subnotificações) em função da desigualdade articulada com à extrema-direita. A mesma extrema-direita que teve em seu quadro ministerial, alguém que criou um programa excludente em relação à Segurança Pública, alargando o EXCLUDENTE DE ILICITUDE, que faz do medo, surpresa ou violenta emoção prerrogativas de liberdade e redução de pena para o agente policial, que atirar e matar pessoas. 

PUBLICIDADE

O ex-ministro é pré-candidato e poderá vir a ser presidente, em um país onde 20 milhões vivem sob insegurança alimentar, vítimas da colonialidade atroz. E onde se encontra (alojada no cume da pirâmide) uma minoria privilegiada, que pode estar nadando no mar da corrupção. A fatia do bolo destinada aos que habitam a base de esta mesma pirâmide social desequilibrada é ínfima, e isso, claro, gera corrupção e crime. Fica óbvio entender que não há interesse de melhoria, a indústria sólida da desigualdade retroalimenta o sistema neoliberal

A esquerda que luta realmente por justiça social, precisa vislumbrar a necessidade de mudança real, afinal os dois pilares declarados em entrevista pelo candidato que se auto intitula de centro-direita, apesar da suspeição: entoa o velho jargão de campanha de combate à pobreza, e combate à corrupção. Será que o povo irá sobreviver a tantos golpes?

Que faz subir ao trono dos desmandos coloniais: os "velhos" fantoches do imperialismo, que se aproveitam dos efeitos da colonialidade sul americana e das sevícias da corrupção estrutural para continuar fazendo o trabalho torpe de redistribuição de desigualdades? 

PUBLICIDADE

REFERÊNCIAS:

Bobbio, Norberto, 1909-2004

Direita e Esquerda: razões e significados de uma distinção política/ Norberto Bobbio; tradução Marco Aurélio Nogueira – 3.ed. São Paulo: Editora Unesp, 2011. 

PUBLICIDADE

http://biblioteca.clacso.edu.ar/clacso/sur-sur/20100624103322/12_Quijano.pdf 

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email