Convide Lula para o Roda Viva, Vera Magalhães

O que incomodou Vera Magalhães no gesto de Doria a Lula foi o fim da censura, a simples revelação de que Lula existe e é um ator político fundamental para que o Brasil supere a crise que envolve pandemia, recessão e desgoverno, diz o jornalista Leonardo Attuch, editor do 247

(Foto: Divulgação / Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Na hora em que o Brasil enfrenta pandemia, recessão e desgoverno, algumas pessoas se perdem numa falsa polêmica em torno de um retuíte do governador João Doria Júnior ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O caso mais emblemático é o da jornalista Vera Magalhães, que merece ser debatido.

Basicamente, Lula elogiou a ação dos governadores contra o coronavírus e ganhou um RT de Doria, que disse que o momento é de união. Alguns enxergaram no gesto o nascimento da frente antifascista. Os bolsonaristas apontam uma suposta conspiração golpista contra o “mito”.

Ocorre que esse RT de Doria não deve ser superdimensionado. Representa apenas a formação de uma aliança contra o vírus, não contra Bolsonaro, nem contra o fascismo. E é natural que o governador do estado mais afetado pela pandemia busque diálogo com todas as forças sociais.

A jornalista Vera Magalhães, curiosamente uma das mais atacadas pelo bolsonarismo, foi quem reagiu de forma mais estridente. Denunciou o erro do tucano, que estaria se aproximando de alguém que seria “carta fora do baralho” da política.

Lula pode até ser “carta fora do baralho eleitoral” porque seus direitos políticos foram cassados por um processo de lawfare denunciando no mundo inteiro. É também por este motivo que jornalistas como Vera Magalhães são tão atacadas. Afinal, sem o lawfare, Lula seria presidente.

Mas não faz sentido dizer que quem lidera pelo menos 30% do eleitorado brasileiro é “carta fora do baralho da política”. Neste sentido, os gestos de Lula e Doria merecem apoio. O vírus não faz distinção ideológica. O eleitor tucano pode precisar do sopão petista e vice-versa.

O que incomodou Vera Magalhães, a meu ver, foi outro fenômeno. Há anos, Lula vem sendo silenciado pela mídia corporativa e, com seu RT, Doria retirou esse véu de censura, que contribuiu para a ascensão do fascismo no Brasil. O mesmo fascismo que a agrediu várias vezes.

O melhor que ela teria a fazer neste momento seria convidar Lula para o Roda Viva. Se tomasse tal atitude, mostraria compromisso democrático, receberia mais “sororidade” quando atacada (Bolsonaro é insaciável) e bateria recordes de audiência.

Inscreva-se na TV 247 e confira a entrevista coletiva de Lula aos sites independentes:

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247