Datafolha: quando uma manchete vira piada

"Onde foi parar a informação mais importante captada pela pesquisa, de que Lula venceria a eleição no primeiro turno?", pergunta Bepe Damasco

www.brasil247.com - Lula e Jair Bolsonaro
Lula e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | Ricardo Stuckert | Reuters/Adriano Machado)


Esperava com ansiedade, no início da noite de ontem, a divulgação da pesquisa do Datafolha sobre a corrida presidencial. Aí dou de cara no UOL, do Grupo Folha, com a seguinte manchete: “Bolsonaro avança, chega a 32%, e Lula tem 47% no 1º turno.”

Como assim? Onde foi parar a informação mais importante captada pela pesquisa, de que Lula, com quase 52% dos votos válidos, venceria a eleição no primeiro turno? Como a leve subida de Bolsonaro, de três pontos percentuais, apenas um ponto acima da margem de erro, vira “avanço” na chamada principal do UOL?

Ainda em termos jornalísticos, qual a explicação racional para a falta de ênfase na manutenção por parte de Lula dos expressivos 47% da pesquisa anterior, mesmo com a farta distribuição de dinheiro de tudo que é tipo e a campanha de difamação de Lula e do PT, no meio evangélico, levadas a cabo por Bolsonaro?

Continua tudo como dantes. No segundo turno, Lula segue massacrando Bolsonaro por 54% a 37%, 17 pontos percentuais de diferença. E a rejeição ao candidato à reeleição continua bem alta: 51% dizem que não votariam nele de jeito nenhum, ante 37% em Lula. Também nos três maiores colégios eleitorais do país, Lula bate Bolsonaro. São Paulo, 44% x 31%; Minas Gerais, 49% x 29% e Rio, 41% a 35%.

Moral da história: mais uma pesquisa ótima para Lula.

---------------------------------------------------------------------------------------

Bahia desafia pesquisas

Se há um lugar do Brasil que vem pregando peças nos institutos de pesquisa, este é a Bahia. Em  pelo menos três eleições recentes, as pesquisas feitas na véspera indicavam a derrota dos candidatos do PT ao governo do estado no primeiro turno. Só que eles acabaram vencendo no primeiro turno. A pergunta de hoje é: ACM Neto vai mesmo confirmar seu favoritismo ou será ultrapassado na reta final pela petista Jerônimo Rodrigues?

Disputa acirrada

Depois que o tresloucado Ciro Gomes implodiu a aliança de 16 anos entre PDT e PT, no Ceará, tudo pode acontecer na disputa para o governo do estado. Como não há pesquisa presencial recente por lá, resta recorrer aos levantamentos mequetrefes feitos por telefone, que, no máximo, indicam tendências de forma rudimentar. A direita lidera com Capitão Wagner, seguido de perto por Roberto Cláudio, do PDT, que por sua vez tem o candidato do PT, Elmano Freitas, nos seus calcanhares.

Time lulista no Senado

É ponto pacífico a necessidade de Lula contar com bancadas numerosas e qualificadas no Congresso Nacional. A propósito, vai se desenhando, segundo as pesquisas, um encorpado time de senadores, para respaldar o futuro governo Lula. Estão em primeiro ou segundo lugar, Olívio Dutra (RS), Camilo Santana (CE), Wellington Dias (PI), Márcio França (SP), Oto Alencar (BA), Tereza Leitão (PE), Riccardo Coutinho (PB), Beto Faro (PA), Omar Aziz (AM), Jorge Viana (AC) e Renal Filho (AL).

Criminosos e burros

Mesmo sendo de amplo conhecimento a falta de projeto de país, a ganância e o ranço escravocrata de parcela considerável dos capitalistas nativos, não deixa de ser chocante a trama golpista de empresários bolsonaristas, via WhatsApp, desvendada pelo jornalista Guilherme Amado, do site Metrópoles. Além dos crimes de conspiração contra a Constituição e de compra de votos, quando sugerem o pagamento de bônus para funcionários que lhes sejam fieis, chama a atenção o analfabetismo político dessa gente. Credo.

É Renato Freitas!

Vítima de uma explícita e asquerosa manifestação de racismo por parte de um poder do Estado, o vereador do Partido dos Trabalhadores, Renato Freitas,  foi cassado pela Câmara dos Vereadores de Curitiba. A decisão o tornou inelegível por dez anos. Mas Renato recorreu à justiça e concorre a uma vaga de deputado estadual. Caso eu fosse eleitor no Paraná, o meu voto seria dele. Se algum paranaense me der a honra da leitura, não custa informar que o numero do Renato é 13.123.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247