Democracia sendo espancada em praça pública

E quero dizer uma coisa a vocês: a culpa é toda nossa

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A democracia está sendo espancada em praça pública.

Falo de hoje, mas não posso esquecer de um passado bem próximo. Um tempo onde uma parcela da população, talvez nostálgica dos movimentos Diretas Já e Caras Pintadas, se viu protagosnista nas decisões do país. Ledo engano.

Naquele dia de junho de 2013, quando jovens saíram às ruas por 20 centavos, a direita política e os grandes donos do poder viram a oportunidade perfeita para mexer no jogo. Era o começo de uma certa hipnose, trazendo à tona insatisfações coletivas e pessoais. Fora Dilma, Fora PT, não vai ter Copa. Ali foi o começo do nosso fim. 

Fortalecidos com o discurso que eles mesmos plantaram nas ruas (via movimentos cancerígenos como o MBL) a direita e o centrão nos deram de presente um golpe de estado. Temer veio para amaciar a cama para o PSDB, mas por ironia ou por castigo,quem deitou, avacalhou e agora está ateando fogo nessa cama é Bolsonaro. 

E quero dizer uma coisa a vocês: a culpa é toda nossa. Fomos marionetes vaidosas nas ruas, fomos marionetes indiferentes nos nossos sofás e fomos marionetes incrédulas nas mesas de bar. 

Vaidade manipulada ao achar que nós,o povo,  estávamos ditando o rumo do país.

Indiferença manipulada ao achar que a maldade de Bolsonaro atingiria apenas uma pequena parcela da população .

E agora a incredulidade em uma ditadura, tão ou mais violenta que a de 64, que pode nos aniquilar de vez.

Os sinais estão aí. O que vamos esperar? Que Bolsonaro e sua corja fascista nos amordassem e matem nos porões?

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email