Desculpe

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Imagine uma árvore que tenha 10 metros de altura e um diâmetro de 1 metro.

Um dia a árvore amanhece  2 metros mais baixa e com um diâmetro de 50 centímetros.

Todos ficam preocupados e começam várias tentativas para fazer a árvore voltar a ter a altura e o diâmetro, um dia alcançados.

PUBLICIDADE

Depois de muitas tentativas percebe-se que a arvore consegue sair dos 8 metros e passar a ter 9 metros, mas, continuou com o diâmetro de 50 centímetros.

E aí, a árvore cresceu ou recuperou parte do que tinha perdido?

A árvore não cresceu, apenas recuperou parte do que havia perdido.

PUBLICIDADE

Só se poderá dizer que a árvore cresceu quando ela ultrapassar os 10 metros de altura, originais.

Além disso, tem a questão do diâmetro, isso quer dizer que só será possível dizer que houve crescimento se o diâmetro, no mínimo, voltar à medida original de 1 metro de diâmetro.

Quaisquer medidas inferiores às medidas originais são, apenas, recuperação de parte do que foi perdido.

PUBLICIDADE

A direita está festejando o "crescimento" do PIB, mas, o PIB brasileiro está, hoje, 6,4% menor do que estava em 2014.

A mudança que houve no PIB significa pequena recuperação na altura, isto é, pensando na árvore, mexeu na altura, mas, não mexeu no diâmetro, pelo contrário, o diâmetro diminuiu.

Estamos mais pobres, com menos indústria, com menos participação de tecnologia, com menos renda per capita, menor segurança alimentar (com menos gente tendo refeições diárias e nutritivas), com menos gente empregada, com menos empregos formais.

Quem ganhou? Os bancos e o agro-negócio. Todos os demais perderam, principalmente, os trabalhadores (as).

Desculpe, mas, por enquanto é só motivo de preocupação com o aumento, esse sim, da desigualdade social.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email