Doria sairá da Prefeitura

O Prefeito de São Paulo, João Doria, desde o dia em que foi eleito, sempre mostrou sua pré disposição em não ser prefeito, mas um eterno candidato

São Paulo - O prefeito eleito João Dória fala sobre a Operação Chuvas de Verão, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), região central (Rovena Rosa/Agência Brasil)
São Paulo - O prefeito eleito João Dória fala sobre a Operação Chuvas de Verão, no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), região central (Rovena Rosa/Agência Brasil) (Foto: Luiz Henrique Dias)

O Prefeito de São Paulo, João Doria, desde o dia em que foi eleito, sempre mostrou sua pré disposição em não ser prefeito, mas um eterno candidato.

Buscou, inicialmente, emplacar uma candidatura ao Planalto tentando passar a perna em seu padrinho político, Geraldo Alckmin, mas com a queda de sua popularidade - pelo abandono da gestão municipal - chegou a se recolher e dizer que, finalmente, seria prefeito.

Hoje, no entanto, os jornais anunciam sua candidatura ao Governo do Estado pelo PSDB, partido que há mais de duas décadas controla São Paulo e chegou ao limite da incapacidade gerencial e ética, com atrasos nas obras de mobilidade, queda dos indicadores econômicos e sociais e escândalos de desvio de dinheiro envolvendo obras e até aquisição de merenda escolar.

Doria deixa a Prefeitura sem governar e entrega a cidade mais suja, mais desregulada urbanisticamente e menos humanizada. Em seu lugar, para uma gestão de quase três anos, assume o vice, que ninguém nunca ouviu falar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247