É urgente que Bolsonaro seja retirado da presidência

O seu poder de destruição social e humano, vai muito além da ideologia política que ele defende. O simples fato de ele prescrever medicamentos sem eficácia comprovada, em meio a uma pandemia sem precedentes, mesmo não sendo médico e não estando autorizado por um a fazê-lo, resume o caráter nocivo do homem que hoje tem o comando do país nas mãos

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Não que nós já não soubéssemos de sua inaptidão para o cargo que ocupa. Porém, ouvir do próprio presidente da república, que o país está quebrado (o que não é verdade) e que ele não sabe o que fazer no exercício de suas funções, é a mais espontânea e espantosa confissão de crime cometido por imprudência, negligência e imperícia, já vista na história desse país. Além de incapaz, Jair Bolsonaro é inepto cognitivamente. Mais uma vez, nada do que não soubéssemos.

Ainda assim, a sua ignorância, descuido e estranho desconhecimento do que a sua figura de chefe de estado representa, não deixa de causar espanto. Não bastasse se declarar incapaz de comandar o país nesse momento delicado, ele ainda insiste em transferir a responsabilidade do seu fracasso como governante, culpando a imprensa, os comunistas, os Et’s de Varginha, as magias de Harry Potter e o “Jesus Cristo” da Mangueira. E quanto mais absurdo são os seus argumentos, mais o gado que lhe cerca muge em louvor ao seu mito.

Genocida por excelência, o homem cuja a especialidade é matar – como ele mesmo se definiu ainda em campanha ao planalto – está destruindo o país. Como a antítese de Midas, onde Bolsonaro toca vira pó, sangue, confusão e morte. Menos progresso. A sua mão é tão podre quanto a sua alma, e o resultado de tamanha torpeza que carrega consigo, é o caos social no que o país imerge. É mais do que urgente que Bolsonaro seja retirado de onde está. É uma causa humanitária. Do contrário, estaremos em risco pelos próximos 30 anos.

O seu poder de destruição social e humano, vai muito além da ideologia política que ele defende. O simples fato de ele prescrever medicamentos sem eficácia comprovada, em meio a uma pandemia sem precedentes, mesmo não sendo médico e não estando autorizado por um a fazê-lo, resume o caráter nocivo do homem que hoje tem o comando do país nas mãos. Tirando a claque que costuma bajular ser tão nefasto, qualquer outro cidadão que não tenha perdido a capacidade de raciocinar, é capaz de acender o sinal de alerta diante do perigo que esse governo representa.

Retrógrado, negacionista, obtuso, virulento, mau e incompetente, Bolsonaro clama para ser impichado. Só não ver quem está cego ou teve a visão encoberta por algum benefício que esse governo das trevas lhe trouxe. Neste caso, coisa boa não deve ser. Não para uma coletividade de 210 milhões de habitantes. Subestimou o vírus, fez piada com quem morreu, promoveu aglomerações, suspendeu o auxílio emergencial à população e agora tenta sabotar a chegada da vacina. Comportamentos e atitudes de quem despreza a vida de seus semelhantes. E ele precisa ser punido por isso.

Um gado de seu rebanho, ao ouvir do presidente que ele não sabia o que fazer para recuperar a economia, pediu para que ele tivesse fé em Deus. Diga-se de passagem, uma excelente medida para a retomada do crescimento. Quem sabe se ele fosse rezar o terço na casa da Elba Ramalho em Trancoso? Pela quantidade de fiéis que costumam frequentar o “santuário” da cantora, era capaz até de Nossa senhora aparecer por lá e revelar o terceiro segredo de Fátima para ele. E, sinceramente, a única coisa que Deus poderia fazer para salvar o país neste momento, seria tirar Bolsonaro da presidência. De que forma? Como ele achar melhor. Ele é Deus e tem excludente de ilicitude para agir como quiser.

Eu tenho duas certezas. A primeira é de que o país não está quebrado. País quebrado não perdoa bilhões em dívidas que banqueiros e grades empresários têm com a união.  A segunda, é de que o mandato de Bolsonaro tem que ser interrompido. Não podemos mais ficar à mercê de alguém que, além de não saber como conduzir o seu povo, mente e nutre por este profundo desprezo. O maior erro da história política do país precisa ser corrigido, em defesa da vida de milhões de pessoas e do futuro do Brasil. Viver ou manter Bolsonaro na presidência? A escolha não é tão difícil. Os dois é impossível!

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email