Entendendo o Brasil atual

É impressionante como tudo que anda ocorrendo com o Lulopetismo é um repeteco do que sofreram Jango e Getúlio. Getúlio, o "Pai dos Pobres", foi pressionado a cometer suicídio e Jango, que queria ajudar a pobreza com a reforma agrária, foi deportado. Que destino estaria reservado a Lula com sua imensa sensibilidade social?

Para discutir e entender a ebulição político-social do Brasil de hoje, é recomendável fazer uma visita retrospectiva a nossa história política e suas relações com a burguesia e com a mídia tradicional. Que aliás, sempre marcou presença ostensiva em todos os momentos em que a nossa democracia esteve ameaçada. E marcou presença da maneira mais negativa que um democrata possa imaginar.

Essa realidade está escancarada no livro biográfico 'GETÚLIO'(é uma trilogia), do jornalista Lira Neto, que fala das intensas pressões udenista-midiáticas, comandadas pela burguesia nacional e que culminou com o suicídio do presidente em 1954. A obra acende uma luz muito potente para se entender o que anda ocorrendo no Brasil atual.

Recomendável ainda, uma consulta á obra, '1964 - a Conquista do Estado', do uruguaio René Dreifus, repleta de coincidências com 1954 e 2015/2016.

O uruguaio por exemplo, fala do Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais(IPES) com os cofres abarrotados de dinheiro(bota abarrotado nisso) dos grandes empresários brasileiros e 300 empresas americanas. De seus gabinetes e de seus cofres saíram as estratégias e os recursos para arquitetar a famosa Marcha dos 100 Mil, que forjou a plataforma que respaldaria o apoio popular para a derrubada do governo constituído de João Goulart.

Ocorre que na época, uma pesquisa realizada pelo IBOPE , garantia 70% de aprovação ao governo Jango e suas reformas de base. Na mesma enquete, o presidente derrotaria com folga qualquer candidato da oposição. Essa pesquisa tomou doril e só foi encontrada 39 anos depois nos arquivos da UNICAMP.

Os veículos de comunicação não perderam a pose e transformaram a manifestação, montada com dinheiro americano, em uma demonstração de apoio dos brasileiros ao golpe dos militares.

Pausa para informar que aqueles veículos, que ajudaram a jogar o país na escuridão da ditadura, são os mesmíssimos, que meteram na cabeça dos brasileiros ao longo desses três anos, que Lula e os petistas são muito corruptos. Mais: conseguiram desenvolver em parcela significativa de brasileiros, sobretudo os que habitam batentes privilegiados da pirâmide social, um sentimento de repúdio, revolta, raiva, rancor ou ódio contra o único presidente da história, que brotou da base dessa pirâmide.

A sociedade brasileira é profundamente estratificada. Nessa estratificação, destaque para a galera da Casa-Grande, que manuseia com muita habilidade o poder econômico e midiático para manter nas mãos o poder político.

Em 29 de março de 1549 aportou lá pela Bahia de Todos os Santos o primeiro governador-geral do Brasil, que atendia pelo nome de Tomé de Souza. Nesses 467 anos de vida política brasileira, a Casa-Grande deu três vaciladas e Getúlio ( democrático ), Jango e o Lulopetismo montaram no poder. Mas que ousadia é essa? Onde já se viu? Trombones e bazucas midiáticas foram acionadas e Getúlio e Jango só aguentaram 3 anos , enquanto o Lulopetismo conseguiu resistir bravamente 14 anos. Uma eternidade para os padrões latino-americanos. A efervescência dos dias atuais tem tudo a ver com essa ousadia petista.

Os três, vejam vocês, são governos de esquerda e o pessoal da Casa-Grande, como é do conhecimento geral, nada na praia da direita. É impressionante, como tudo que anda ocorrendo com o Lulopetismo, é um repeteco do que sofreram Jango e Getúlio.

Getúlio, o " Pai dos Pobres," foi pressionado a cometer o suicídio e Jango, que queria ajudar a pobreza com a reforma agrária foi deportado. Que destino estaria reservado a Lula com sua imensa sensibilidade social?

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247