Estpa chovendo tripalium

Hoje é um dia importante, simbólico, porém importante. O primeiro de Maio representa uma luta diária, centenária: de labuta, e de escravidão de homens e mulheres e até de crianças ao longo do tempo. O trabalho é antigo. E seu símbolo escravagista é o TRIPALIUM, aquele chicote feito de três paus aguçados munidos de pontas de ferro, ou mesmo aquele triângulo de tortura.

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Hoje é um dia importante, simbólico, porém importante. O primeiro de Maio representa uma luta diária, centenária: de labuta, e de escravidão de homens e mulheres e até de crianças ao longo do tempo. O trabalho é antigo. E seu símbolo escravagista é o TRIPALIUM, aquele chicote feito de três paus aguçados munidos de pontas de ferro, ou mesmo aquele triângulo de tortura.

   Na realidade o trabalho nasceu na tortura, até mesmo a expressão “trabalho de parto” nos remete ao que na verdade se traduz na gênese da palavra como conceito do verbo trabalhar; no francês romântico do século XII expressa: “padecimentos físicos e morais terríveis”.

  O surgimento de versões modernas do verbo em questão vieram mais amenas por volta do século XV, à atividade do lavoro que se traduz em realizar favores foi utilizada pela oportunista burguesia que iniciou sua taxação com suavidade e orgulho ao demonstrar que a servidão sim; era algo nocivo e cruel ao ser humano, ao contrário do trabalho, que dignifica e enobrece. A realidade é que o sempre incauto Homem moderno viveu e morreu sendo vilipendiado por seus “novos senhores industriais” que nunca pararam de enriquecer sugando a sua mais-valia.

  Os processos históricos ocorrem lentamente, e muitos camponeses resistiram à invasão das maquinarias, que em princípio substituíram o artesanato como meio de produção; e a posteriori substituíram também os novos industriários. Movimentos como o ludismo funcionaram como uma reação contra o “monstro” e não contra o seu criador. E desta forma ainda vivemos: acreditando no factóide, e não em seu mentor. Muitos integrantes do Movimento denominado de Ludismo, aqueles que destruíram as máquinas na Inglaterra, por questões de substituição de muitos humanos por elas, nos idos do século XIX: foram executados.

  A Carta do povo anos mais tarde deu início ao movimento cartista: precursor do Movimento Sindical, na Inglaterra. O cartismo enviou sua carta para o parlamento inglês, que negou suas cláusulas; porém não tardou para que a partir de fenômenos como o da Trade-union; o sindicato inglês se tornasse um direito.

  No Brasil o ano de 1917 inaugura a grande primeira greve que envolveu os seguimentos da Indústria e do Comércio, demonstrando que era possível parar um gigante territorial. Em 1927 foi fundado CGT (CONFERERAÇÃO GERAL DOS TRABALHADORES); e com a tomada do poder federal por Getúlio Vargas, em 1930, os representantes sindicais tiveram que se submeter à presença e controle do governo dentro dos Sindicatos: peleguismo.

  A CUT nasce em vinte oito de agosto de 1983, em São Bernardo do Campo, como Organização Única dos Trabalhadores. E hoje se encontra presente em 26 estados brasileiros, Ela possui como compromissos o fortalecimento da democracia, o desenvolvimento com distribuição de renda, e valorização do trabalho, e enfrentamento de políticas neoliberais.

   O surgimento de esta entidade se deu em um contexto antidemocrático e ditatorial com viés repressor e militarista. E foi através do CONCLAT, primeiro congresso Nacional da Classe Trabalhadora que mais de cinco mil  homens e mulheres puderam ver nascer um momento histórico sem par (precipuamente) para os descendentes de índios e negros.

    O chicote continua cantando no lombo da camada trabalhadora nacional, só que agora o capitão do mato se veste com as cores da bandeira, e a cada toque do berrante do poder central; com seus asseclas nazifascistas ; com o empresariado burguês e com seu exército denominado de “pobres de direita” saem às ruas em carreatas para fazer apologia à morte: em um ritual macabro que já se tornou mote no país.

  Nobres leitores! tais tutucas do governo querem seus escravos se expondo ao mortal coronavírus para continuar seu honrado travailler que enche os seus bolsos manchados de sangue.  O povo precisa abrir o guarda-chuva da informação genuína, fugindo da caixinha global novelesca e de seus pares para poder assim transformar-se no tigrão que afugente o pandemônio governista que desde o golpe de 2016: faz chover tripalium (todos os dias) por cima de uma maioria (de gente) que não sabe a força que tem.

#FORANASZIFASCISMO

#LEIABRAZILEVIREBRASIL

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247