Genoino prega Brizola no PT contra Ford

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Nacionalismo getulista

Nacionalizar, sim; urgente, a Ford; oxigenação política total do PT, na crise neoliberal; aliança com a comunidade, como destaca o jurista marxista Allison Mascaro, da USP; essa é a estratégia de renovação imposta pela radicalização multinacional da Ford americana, depois de ganhar muito dinheiro no Brasil e dar no pé, deixando dívidas bilionárias e desemprego para trás. Salvar os empregos e a economia; o governador da Bahia, Rui Costa, do PT, sugere José Geonoíno, quadro histórico petista, tinha que dar uma de Leonel Brizola: OCUPAR A FORD EM CAMAÇARI; o gaúcho nacionalista estatizou empresa americana de eletricidade, Bond & Share, quando foi governador do Rio Grande do Sul, em 1960, pelo mesmo motivo; levantou a população em defesa do governo golpeado de Jango; criou o melhor sistema educacional que o país conheceu, as escolas integrais, os CIEPs, enfrentando Banco Mundial, adversário da ideia etc; estaria ele, agora, defendendo os trabalhadores da Ford, como está fazendo Genoíno.

O PT nasceu, nos anos 80, brigando contra os contratos coletivos de arrocho salarial propostos pelas industrias americanas, com destaque para a Ford; ali nasceu Lula como líder operário que chegaria à presidência do Brasil; o PT combatia a Ford como adversária dos trabalhadores; agora, novamente, a multinacional atravessa o caminho do PT; o partido tem que lutar contra velho adversário, a própria Ford, no sentido, de manter sua estrutura produtiva e ocupacional no Brasil; ela foi erguida com o valor do trabalho do operariado brasileiro; e ainda a Ford tenta dar no pé, deixando para trás os trabalhadores sem nenhuma segurança e com largas dívidas da empresa junto ao BNDES.

Banco Nacionalista

O banco criado por Getúlio nasceu para impulsionar a industrialização; agora, a Ford só pode liquidar sua saída, se pagar suas dívidas; enquanto isso não acontecer, essa recomendação de Genoíno é perfeita; é o ponto de partida para o PT voltar as suas bases, lembrando suas origens de luta; o neoliberalismo levou a Ford ao colapso, porque a política econômica neoliberal descapitalizou o poder de compra dos trabalhadores; sem consumo, qual investidor ficaria no Brasil? Se o Estado entra em cena para garantir os empregos, estará, também, garantindo o consumo; não há industrialização sem consumidor, sem valorização dos salários, sem as empresas estatais, como Petrobrás e Eletrobrás, cujos planos estratégicos, puxam a demanda global; é o que acontece na China, cujo desenvolvimento se baseia no crédito público e nas empresas estatais; esse modelo, os chineses copiaram do Brasil, como destaca o economia Luiz Gonzaga Belluzzo, da Unicamp, e ex-secretário de política econômica do governo Sarney. Seguir o caminho proposto por Genoíno é dar injeção de ânimo no PT para engajar na luta em que justificou sua existência; ocupar a Ford para preservação do mercado interno, dos empregos, do investimento e da expansão econômica é imperativo categórico, diante da escalada neoliberal antinacionalista colonialista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email