Hegemonismo de setores do PT, patologia que precisa de tratamento

O PT não nasceu para ser censor de outros partidos, surgiu da decisão dos explorados de lutar contra um sistema econômico e político. Por isso tudo senhores hegemonistas mantenham a calma e tenham claro: o PCdoB não é o inimigo do PT, nem da candidatura de Lula, muito pelo contrário

Lula e Manuela D'Ávilla
Lula e Manuela D'Ávilla (Foto: Pedro Maciel)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A deputada estadual Manuela D'Ávila foi confirmada oficialmente como pré-candidata à Presidência da República pelo PCdoB e já dá mostras da importância de sua pré-candidatura. Ontem defendeu a candidatura do ex-presidente Lula e disse mais ainda, para ela, o juiz Sergio Moro condenou Lula sem "nenhuma prova" e que a eleição sem o Lula seria um episódio de agravamento da crise política.

Mas criticas surgiram, especialmente nas redes sociais (as redes sociais são um mundo interessante onde há conteúdos fundamentais, mas é possível encontrar muita bobagem por lá também e nos dois campos há verdades indissimuláveis).

Bem, bastou o PCdoB, partido político quase centenário, apresentar sua pré-candidata para que bobagens fossem arrevessadas nas redes sociais por setores doentes que creem na validade do hegemonismo do PT.

Penso que essa gente adepta do hegemonismo é doente e o ele próprio [o hegemonismo] é uma patologia que precisa de tratamento.

O PT nasceu condições políticas e sociais únicas na história do Brasil e talvez em todo o mundo, mas essas condições não o autorizam a militantes ou próceres a desqualificar o PCdoB ou Manuela, nem a portar-se como se o PT tivesse preponderância sobre os demais.

A certeza de que o PT é o guardião único do mapa e das armas que nos levarão ao socialismo é uma estupidez, é a negação da democracia popular e da dialética, é comportamento que revela soberba e um viés autoritário. Quem age assim é um estúpido da mesma cepa daqueles fanáticos que ignoram a verdade e afirmam suas convicções.

O PT é de fato o maior e mais importante partido de esquerda do país e um dos mais importantes do mundo, mas não tem supremacia sobre nenhum outro partido.

O PT não tem superioridade sobre os demais partidos porque nasceu pela e para a democracia e por essa trilha atender a necessidade sentida por milhões de brasileiros de intervir na vida social e política do país para transformá-la, levando em conta que a mais importante lição que o trabalhador brasileiro aprendeu em suas lutas, qual seja: a democracia é uma conquista que, se constrói pelas suas mãos ou não virá, nem se manterá.

O PT nasceu das lutas sociais, após dura resistência democrática, nasceu da mobilização dos trabalhadores para lutar por melhores condições de vida para a população das cidades e dos campos.

O PT nasceu do respeito à pluralidade e à diversidade.

O PT nasceu das lutas dos operários industriais, dos assalariados do comércio e dos serviços, funcionários públicos, moradores da periferia, trabalhadores autônomos, camponeses, trabalhadores rurais, mulheres, negros, estudantes, índios e outros setores explorados pudessem se organizar para defender seus interesses, para exigir melhores salários, melhores condições de trabalho, para reclamar o atendimento dos serviços nos bairros e para comprovar a união de que são capazes.

O PT não nasceu para ser censor de outros partidos, surgiu da decisão dos explorados de lutar contra um sistema econômico e político.

Por isso tudo senhores hegemonistas mantenham a calma e tenham claro: o PCdoB não é o inimigo do PT, nem da candidatura de Lula, muito pelo contrário.

A pré-candidatura do PCdoB cumpre um papel tático essencial nesse momento e seus quadros haverão de compor o próximo governo progressista, tendo Lula como Presidente do Brasil.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247