Idoso enfrenta prefeitura de Jaru por moradia e contra dano ambiental

Vamos contar a história do seu Sebastião Braz que há 26 anos ocupa um pedaço de terra em área de preservação permanente onde diz ter plantado mais de mil mudas de árvores

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O que leva um homem de 68 anos a avançar com uma foice contra uma pá-carregadeira para salvar árvores e a casa em que mora na beira do rio?

Vamos contar a história do seu Sebastião Braz que há 26 anos ocupa um pedaço de terra em área de preservação permanente onde diz ter plantado mais de mil mudas de árvores.

Em julho deste ano ele foi levado à delegacia depois de quebrar uma máquina da prefeitura com golpes de foice.

Foi liberado depois de argumentar que só pagaria fiança se a prefeitura lhe indenizasse por todas as mudas que plantou.

O desespero é porque o quintal da casa do Seu Bráz vai abrigar uma área de lazer, obra da prefeitura que é executada com recursos de uma condenação à empresa Italac por despejar resíduos poluentes no rio Jaru e igarapé Taribaiano.

A poluição afetou fauna e flora e o dinheiro deve ser utilizado para reparar o dano ambiental.

São mais de 2 milhões de reais que serão destinados à construção do Bosque Beira Rio.

A obra será executada pela prefeitura com associação presidida por pai do prefeito.

Veja reportagem:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email