Imprensa é oposição

"A imprensa não vai deixar de cobrar explicações acerca do ex-PM Fabrício Queiróz, não só dele, não só do seu filho, Flávio, mas também do senhor, porque o senhor é seu amigo há 34 anos, foi o senhor quem o apresentou a seu filho, portanto é o senhor quem pode melhor esclarecer a movimentação suspeita em sua conta bancária", escreve o jornalistas Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia; "O sr. ganhou as eleições fazendo campanha pelo whatsapp e pelo twitter, mas é bom saber que a partir da sua posse o sr. terá que prestar contas a quem o elegeu e a quem não o elegeu, terá que prestar contas, portanto, à imprensa"

Imprensa é oposição
Imprensa é oposição

por Alex Solnik, para o Jornalistas pela DemocraciaEmbora desconfie que ele não seja meu leitor, eu gostaria de dizer algumas coisas ao sr. Jair Bolsonaro nesses dias que antecedem à sua posse:

1) o sr. ganhou as eleições utilizando métodos muitas vezes considerados ilegais e que não foram suficientemente esclarecidos até agora; é bom que o sr. saiba que a imprensa vai continuar investigando até descobrir que métodos foram esses e como foram utilizados;

2) a imprensa não vai deixar de cobrar explicações acerca do ex-PM Fabrício Queiróz, não só dele, não só do seu filho, Flávio, mas também do senhor, porque o senhor é seu amigo há 34 anos, foi o senhor quem o apresentou a seu filho, portanto é o senhor quem pode melhor esclarecer a movimentação suspeita em sua conta bancária;

3) o sr. ganhou as eleições fazendo campanha pelo whatsapp e pelo twitter, mas é bom saber que a partir da sua posse o sr. terá que prestar contas a quem o elegeu e a quem não o elegeu, terá que prestar contas, portanto, à imprensa;

4) vamos criticar duramente qualquer retrocesso em nossa diplomacia, como rompimento de relações com países vizinhos como Venezuela, Cuba e Nicarágua ou nossa retirada de acordos internacionais, como o do Clima e da Imigração;

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

5) da mesma forma que vamos criticar alinhamento comercial ou ideológico com os Estados Unidos de Trump, como a transferência da embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém;

6) não vamos admitir que o estado brasileiro adote o Escola sem Partido, que representa a volta da censura aos meios acadêmicos e viola a constituição;

7) vamos criticar com firmeza qualquer retrocesso no que tange aos direitos sociais e individuais estabelecidos na constituição federal;

8) não vamos tolerar agressões ao meio-ambiente sob pretexto de expansão do agronegócio e a transformação de reservas indígenas em áreas de exploração de minérios;

9) não vamos aceitar a destruição do chamado Sistema S, tal como apregoa seu super-ministro da Fazenda;

10) vamos atacar qualquer nova legislação que endureça em relação a movimentos sociais com o intuito de criminalizar o MST, um dos maiores produtores rurais do país;

11) como disse Millôr Fernandes, "imprensa é oposição; o resto é armazém de secos e molhados".

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247