Libelo contra a censura

O documentário "Quem Tem Medo?" quebra o silêncio que se depositou sobre obras censuradas recentemente. Passa neste fim de semana no festival É Tudo Verdade

www.brasil247.com -
(Foto: Divulgação)


Nos créditos finais de Quem Tem Medo? consta uma lista impressionante de dezenas de artistas, obras e eventos censurados no Brasil desde 2019. Foram mais de 130 trabalhos vetados ao público. Esse documentário se dispõe a inventariar alguns deles.

Dellani Lima (que teve uma grande retrospectiva online no MAM-Rio no mês passado), coadjuvado na direção por Ricardo Alves Jr. e Henrique Zanoni, fez o serviço de uma maneira objetiva, sem rodeios. Pinçou diatribes esganiçadas de políticos ultraconservadores contra esses projetos culturais e contrapôs os artistas expondo serenamente as razões de suas obras e comentando os efeitos da censura sobre sua criação.
Um deles é Wagner Schwartz, linchado virtualmente porque uma criança (acompanhada da mãe) tocou o seu pé enquanto ele simulava, com o corpo despido, uma escultura Bicho de Lygia Clark. Outro é a atriz e dramaturga trans Renata Carvalho, que teve censurada a peça O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, onde ela representava um Cristo transgênero. Outro ainda é Biaggio Pecorelli, autor da peça Res Pública 2023, proibida pelo protofascista Roberto Alvim ainda na Funarte por tratar de um Führer brasileiro na presidência. 

A censura nem sempre vem dos poderes instituídos. O ator potiguar José Neto Barbosa foi agredido no palco enquanto fazia sua performance A Mulher Monstro. O fato é que o misto de intolerância e ignorância expelido pelo governo de extrema-direita encontrou eco em parcela da sociedade que desconhece as fronteiras entre arte e realidade. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em Quem Tem Medo? o discurso nazista que resultou na demissão de Roberto Alvim e o vídeo de neo-integralistas comemorando a agressão à sede do Porta dos Fundos contrastam com as febris intervenções de Jean Wyllys em defesa da liberdade artística e a máxima que Renata Carvalho assumiu para sua vida: "Nosso silêncio não vai nos salvar".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O filme de Dellani, Ricardo e Henrique quebra o silêncio que se depositou sobre aquelas obras. Traz à lembrança um pouco delas – com suas imperfeições e eventuais ultrajes – e ajudam a dimensionar o buraco negro em que nos metemos nesses últimos anos.  

Exibições:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

09/04 – 19h: Sesc 24 de Maio (SP)

10/04 – 15h: Sesc 24 de Maio (SP)

10/04 – 16h: Instituto Moreira Salles (RJ)

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

10/04 – 17h: online - É Tudo Verdade Play - Limite de 2000 visionamentos.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email