Lula no Podpah: a maior aula de política a céu aberto na história do Brasil

A conversa de Lula com Igão e Mítico nesta quinta-feira teve, até a manhã desta sexta, mais de 3,3 milhões de visualizações e foi trending topics global do Twitter. Um momento mágico e uma aula de política e vida. Um encontro de três jovens periféricos, escreve Mauro Lopes

www.brasil247.com - Lula e senhora assistindo o programa Podpah
Lula e senhora assistindo o programa Podpah (Foto: Ricardo Stuckert | Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Mauro Lopes

Talvez você não conheça o Podpah. Eu não conhecia, até a noite desta quinta-feira (3).

É o maior podcast do Brasil. Seu canal no YouTube tem 4,3 milhões de inscritos. São dois os protagonistas do Podpah, Igão (Igor Cavalari) e Mítico (Thiago Marques), dois jovens periféricos. Igão foi chapeiro no McDonald's em Osasco (SP) virou youtuber após ficar desempregado. Mítico é um jovem da periferia de Belém (PA) e conheceu Igão por amizades comuns com outros jovens pobres. Os dois estão ricos, com o sucesso do Podpah.

PUBLICIDADE

Lula esteve lá na noite desta quinta e conversou por duas horas e meia com Igão e Mítico. Se você não é uma das 3,3 milhões de pessoas que assistiram ao programa, vai lá já. Ou melhor, depois de ler este artigo. Deixarei o programa no final.

Foi uma aula de vida e humanidade, um encontro de três jovens periféricos.

Assistir ao programa é aprender, rir, chorar, extasiar-se.

PUBLICIDADE

Foi impressionante ver os dois jovens deixando-se seduzir por Lula.

Houve basicamente três grandes blocos temáticos, na minha leitura: histórias biográficas do ex-presidente; histórias de seus governos; lições de vida de Lula.

Um dos momentos-auge do encontro foi quando Lula disse aos dois que é preciso ter autoestima, que “para a gente ser respeitado tem que se respeitar”. Para lançar luz sobre o tema, a autoestima de jovens das periferias, contou sobre primeira vez que ele, como presidente recém-eleito esteve pela primeira vez, na França, em 25 de janeiro de 2003, num encontro com os grandes líderes mundiais: “Estavam lá George Bush, Jacques Chirac, Hu Jintao, o primeiro-ministro do Japão, o presidente da Itália, o rei da Arábia Saudita”. Quando entrou na sala, em que estavam apenas os presidentes e primeiros-ministros, Lula passou um olhar sobre todos e disse a Igão e Mítico que pensou assim: “Ok. Desses caras aqui, quem já passou fome? Ninguém, só eu. Quem aqui já trabalhou no chão de fábrica? Ninguém. Quem já viu sua casa alagada, com um metro e meio de água e rato boiando tentando se salvar, com barata tentando se salvar, com merda boiando? E você tem que ficar levantando a geladeira e o fogão e tirar sua mãe da casa… Quem desses caras já passou por isso? Ninguém. Então, eu sou mais eu”.

PUBLICIDADE

Lula entrou na reunião e foi a estrela do encontro e, ao longo dos anos tornou-se num dos maiores líderes mundiais e voltou à Europa há poucas semanas e foi recebido como aquele capaz de comandar uma frente democrática global contra a extrema direita.

A história é maravilhosa. Mas o que quero reter aqui: Lula não a usou para se gabar, para se exibir. Não. O que ele fez foi dar uma breve aula para os dois jovens sobre a importância da autoestima para as pessoas pobres e periféricas. 

Impossível resumir todo o encontro de Lula, Igão e Mítico. É preciso ver.

PUBLICIDADE

Ele estava inspiradíssimo. Os dois, fascinados. 

Foi uma aula de política a céu aberto, talvez a maior da história brasileira. 

 Assista:

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email