Lulismo x Bolsonarismo e a armadilha para a centro-direita

Sem Lula na disputa, boa parte dos eleitores mais pobres que votariam nele poderão migrar para Bolsonaro. O deputado agregaria isso ao benefício que já vem recebendo da operação Lava Jato, ao deslocar o ânimo da direita tradicional para o extremo, após o alvejamento do PMDB e do PSDB

Deputado federal Jair Bolsonaro (PSC)  e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Deputado federal Jair Bolsonaro (PSC)  e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Leopoldo Vieira)

O PSD levantou e Ciro Gomes cortou, num insight que poderia não ter aterrissado na língua: uma chapa João Doria - Henrique Meirelles, até então não cogitada (pelo menos na luz do dia), puro establishment em pele de outsider, reciclando o governo e defendendo a parte limpa da agenda de Temer, dando bom palanque local e proporcional para um mega Centrão, é uma idéia genial para a centro-direita.

Une tudo o que parcelas do mercado e o núcleo duro do governo sonham, inclusive para arrastar a base social da operação Lava Jato.

O problema está no spoiler expelido, ao mesmo tempo, por Ciro em relação à candidatura Lula para o ano que vem.

Quando falou que eleitores de Lula preferiam Bolsonaro a ele, não disse exatamente uma mentira.

Entre as classes C, D e E, Lula representa os empregos que gerou, a luz que chegou, o salário que aumentou, as universidades que criou. Bolsonaro, a solução para a insegurança, violência, e para as indignações do senso comum ante a emancipação da mulher e a diversidade sexual. Além, claro, da insatisfação com os políticos, que “roubam” enquanto faltam postos de trabalho. Junta-se a ele boa parte do messianismo religioso desta população, a ansiedade com as condições de vida que sinapsam por medidas de força e...Ciro está correto!

Sem Lula na disputa, boa parte dos eleitores mais pobres que votariam nele poderão migrar para Bolsonaro.

O deputado agregaria isso ao benefício que já vem recebendo da operação Lava Jato, ao deslocar o ânimo da direita tradicional para o extremo, após o alvejamento do PMDB e do PSDB.

Conta ruim para a dobradinha dream team de Ciro Gomes. A não ser que alguém do establishment a centro-direita cooptasse ele, desmoralizando-o perante seu eleitorado fiel e em expectativa.

Mais um alerta sério ao mercado e sensatos do sistema político, Justiça, imprensa, corporações públicas, artistas e intelectualidade.

Um alerta para a centro-direita sobre como tratar Lula.

E um alerta para a esquerda que ainda não se convenceu de que o diálogo com o centro da sociedade é decisivo.

Luiz Inácio é que está certo. Em outras palavras, quem quiser superar o lulismo tem que produzir votos no Congresso Nacional.

Sem este condicionante, a experiência já foi tentada e não vingou.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Ao vivo na TV 247 Youtube 247