Marta apaixonada

www.brasil247.com -
(Foto: Alex Solnik)


A cristã-nova Marta Suplicy não escondeu, em momento algum da monumental festa de filiação ao PMDB – na verdade o lançamento da sua candidatura, tal a profusão de convidados que confidenciaram já estar na sua campanha - sua paixão pelos caciques do novo partido.

Organizado por seu marido, Márcio Toledo, o evento obedeceu a um roteiro do publicitário Agnelo Pacheco, responsável pela criação do slogan que a plateia de militantes que lotou o Tuca gritou à exaustão: "Um... dois... três... quatro... cinco... mil! Marta e Michel em São Paulo e no Brasil"!

Marta distribuiu elogios fartos aos peemedebistas presentes e ausentes:

"Ele não pôde vir hoje, mas eu quero saudá-lo assim mesmo. Presidente Sarney, você é um gigante da política".

Não se intimidou em celebrar acusados da Lava Jato:

"Quero saudar o grande senador maranhense, senador Edison Lobão, jornalista, governador, ministro, meu colega de bancada".

"Eduardo Cunha é um líder focado, determinado e eu já vou aproveitar, como cristã-nova para fazer um pedido: eu gostaria muito que você nos ajudasse a aprovar a quota de mais mulheres na política".

"Renan Calheiros, meu presidente, que tem uma paciência para me ouvir bem grande, eu sei, mas ele trabalha com uma agenda positiva, não a do quanto pior, melhor".

"Ele é um senador atuante, amigo querido de todas as horas, um líder nato. Romero Jucá, eu quero você do meu lado sempre"!

"O PMDB do casal Valdir Raupp e Mariinha, de tantas lutas pela mulher. Uma grande deputada e um grande senador".

Tentou massagear o ego de Gabriel Chalita que seria o nome do PMDB na chapa de reeleição de Fernando Haddad antes da sua filiação:

"A vida é cheia de armadilhas e nem sempre faz justiça aos grandes. Mas Deus escreve certo por linhas tortas. Chalita, agora juntos, nós vamos fazer o PMDB cada vez mais forte"!

Jogou confetes no capitalista mais odiado por seus ex-correligionários de São Paulo:

"Paulo Skaf, você me fez entender na prática que, quanto menos impostos, mais postos de trabalho. São Paulo precisa de homens assim".

Mas os elogios mais vibrantes foram destinados a Temer:

"Eu olhei nos seus olhos, na nossa conversa, presidente Michel Temer e eu senti confiança, eu senti essa serenidade que você transmite a todos que o conhecem no dia a dia".

"Michel Temer: um líder, um conciliador, um homem do diálogo, qualidades pessoais essenciais que esse momento exige. Eu me sinto à vontade sob a sua presidência. Todos nós estamos com você".

"Estou no PMDB do dr. Michel, que vai reunificar o país".

Tive a nítida impressão que Marta já está amando o presidente do PMDB tanto quanto amava Lula no passado.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email