Mobilização já!

A pandemia está no auge, com níveis de contaminação altíssimos, justamente pela total falta de ação e descaso do governo federal. Mas precisamos nos manifestar e nos unir pelo “Fora Bolsonaro”. Vamos pra rua, sem aglomerações, em carreata. Vale carro, caminhão, moto, bicicleta! Aqui no Rio, o ato acontecerá no sábado, dia 23, na Avenida Presidente Vargas, em frente ao Monumento de Zumbi

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pacientes agonizando até a morte por falta de oxigênio em Manaus e em outras cidades da região norte. O coronavírus se alastrando pelo interior do Amazonas e atingindo populações ribeirinhas onde sequer há UTIs. 

O Rio de Janeiro, segunda maior economia do Brasil, foi a que menos recebeu recursos do Governo Federal em 2020 e encara sua maior crise na pandemia. Não há vagas para internação em leitos intensivos. 

A esperança da vacina contra a Covid-19 virou frustração. O Brasil, que era referência mundial em vacinação, e tem dois institutos capazes de produzir imunizantes, vê pesquisadores e cientistas perplexos e em desespero por não conseguir produzir as doses que protegerão os brasileiros do vírus porque não há insumos. Por que não há insumos? Porque a família Bolsonaro e o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, resolveram insultar o nosso principal parceiro comercial, a China, justamente o fornecedor de insumos para a produção das vacinas. As atitudes irresponsáveis da atual gestão do Itamaraty também nos afastaram de outro possível fornecedor de imunizantes, a Índia. O país que já está exportando milhões de doses para várias nações deixa o Brasil no fim da fila porque o governo Bolsonaro se opôs à defesa feita pelo governo indiano de quebrar as patentes das vacinas contra a Covid-19.

Como se não bastasse, o aplicativo do Ministério da Saúde para orientações sobre a Covid-19 aconselha o uso da cloroquina e ivermectina para qualquer tipo de sintoma, apesar do ministro e general Eduardo Pazuello afirmar que nunca indicou tratamento precoce, o que, aliás, não existe. 

Ainda assim, Bolsonaro se sentiu à vontade para fazer ameaças ao afirmar que as Forças Armadas são as responsáveis por decidir se há democracia ou ditadura em um país. Mais uma cortina de fumaça para esconder sua incompetência. No mesmo discurso, ainda foi capaz de dizer que seu governo está há dois anos sem corrupção, ignorando as “rachadinhas” que envolvem a família. 

Isso tudo aconteceu em menos de uma semana. É necessário unir todas as forças progressistas para pressionarmos pelo impeachment já. A pandemia está no auge, com níveis de contaminação altíssimos, justamente pela total falta de ação e descaso do governo federal. Mas precisamos nos manifestar e nos unir pelo “Fora Bolsonaro”. Vamos pra rua, sem aglomerações, em carreata. Vale carro, caminhão, moto, bicicleta! Aqui no Rio, o ato acontecerá no sábado, dia 23, na Avenida Presidente Vargas, em frente ao Monumento de Zumbi. 

Todos juntos pelo impeachment! Fora Bolsonaro! Não dá mais para esperar.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email