MP da morte

"Para proteger os milionários fascistas que o apoiam e manter a narrativa da agenda econômica em pé, Jair Bolsonaro baixou uma medida provisória que permite a suspensão de contratos de trabalho, em todo o País, por quatro meses", denuncia o jornalista Leandro Fortes. "Congresso Nacional e STF têm que agir, agora" acrescenta

(Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

Por Leandro Fortes, do Jornalistas pela Democracia Para proteger os milionários fascistas que o apoiam e manter a narrativa da agenda econômica em pé, Jair Bolsonaro baixou uma medida provisória que permite a suspensão de contratos de trabalho, em todo o País, por quatro meses.

É o tempo exato para matar, por inanição, milhões de crianças, ou deixar-lhes sequelas de subnutrição que irão acompanhá-las para o resto da vida.

Também irá martirizar milhões de famílias, jogadas, em meio à incerteza desses tempos sombrios, na perspectiva real da miséria, da fome e do desespero.

Então, se você, mesmo você que votou nesse demente, apesar de ele ser favorável à tortura, ainda não tinha uma razão para cair em si, esse é o momento.

Ou isso, ou se assuma tão sádico e psicopata quanto ele.

Bolsonaro aposta no caos, na destruição e na morte para tentar se manter no poder.

Tem como único trunfo uma legião de fanáticos que, alimentada, no passado, por uma mídia criminosa e cevada, hoje, por uma oligarquia mesquinha e odiosa, o segue cega e loucamente, como a um Charles Manson tropical.

Congresso Nacional e STF têm que agir, agora, antes que seja tarde demais.

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247