Nazismo nauseabundo

Há nazismo escorrendo da alma de liberais loucos por lucro. Exploração teu nome é nazismo

www.brasil247.com - Adolf Hitler
Adolf Hitler (Foto: Central Press)


Nazista, etimologicamente representa algo retrógrado. A filosofia nazista trouxe para a cena e sob o viés do ódio: a discriminação, a segregação, e a tirania. Não há exageros. Há sim, uma perversidade que não se importa em ser cruel. Claro que o nazismo nasceu da volúpia e da sede de poder. Ele fere, mata, estupra e desrespeita o ser humano.

“Erro brutal ou gafe, mas que precisa respeitar o histórico de parlamentar”; este trecho reflete a ideia de um ex-juiz, e ex-ministro brasileiro no que se refere ao episódio referente a apologia ao “nazismo” advindo de um parlamentar. Na televisão um “tchauzinho” inspirado em um gesto possivelmente nazista também vem sendo deveras debatido...

Ser nazista é sinônimo de “neoliberal com recheio de cesarismo”. Bem, vivemos em um universo onde a grita pode xingar, discriminar, ofender, e depois pedir “escusas” e “pronto” a sociedade pós-moderna e escorregadia aceita e aplaude. Não há uma raça superior, há uma humanidade. O manto anárquico da desigualdade vem tornando a geopolítica algo que apadrinha o nazismo. Do ponto de vista da ausência de equidade, há nazismo escorrendo da alma de liberais loucos por lucro. Exploração teu nome é nazismo. De forma nauseabunda o nazismo virou símbolo. E o símbolo evocado por um “jornalista” em uma emissora, parece que vai muito além do conceito de liberdade de expressão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Extraoficialmente existe um Partido Nazista no Brasil, ele está em vários endereços “chiques”, e dentro da mente de muitos que ainda se mantém no armário da falsidade. Vamos lutar por democracia, vamos lutar por paridade, vamos lutar por socialismo. Os símbolos de ódio traduzem história, e a suástica como tal assusta todos aqueles que conheceram as dores de este período nefasto da nossa trajetória humana. Para que vocês leitores tenham noção, minha avó (alemã) que veio para o Brasil, com 10 anos de idade, cresceu no Brasil, e durante a Segunda Guerra Mundial, já casada com meu avô: passou um constrangimento em um bonde, quando voltava do Centro do Rio para sua residência na Tijuca; uma pessoa lhe disse: “Fora alemã”. Muito assustado, meu bisavô, Elísio Sá, advogado baiano, que fora amigo e escrevia alguns discursos de Rui Barbosa – aconselhou a nora a ficar mais em casa, como cuidado. Isso nos mostra que o nazismo foi tão brutal, que na mente da maioria: todos os alemães seriam nazistas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Minha querida avô Katarina Reiter, foi uma católica que amava fazer caridade e amou o Brasil, foi honesta, inteligente e bondosa durante seus 94 anos de vida no país. E sempre me dizia: “Aquele Hitler foi um cruel, que queria dominar o mundo”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

#Foranazismo #LeiaBrazilevireBrasil

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email