Nunca os conheci

Esse governo, marcado pela iniquidade, se arroga, desavergonhadamente, fiel ao Cristo e sustentado por seus seguidores! Porém, quais as características que tais seguidores têm demonstrado?

Siga o Brasil 247 no Google News

Jesus Cristo disse e o evangelista Mateus (7.21-23) registrou, que Ele só reconheceria como fiel aquele ou aquela que fizesse a vontade do Pai, isto é, que praticasse a equidade.

Disse que não reconheceria ninguém, que mesmo tendo usado o seu poderoso nome, tivesse praticado a iniquidade.

Portanto, chamar-se de seguidor do Cristo, ou mesmo ter operado prodígios pela autoridade do nome de Cristo, não significaria, necessariamente, coisa alguma para o Cristo.

PUBLICIDADE

Só a prática da equidade faria alguém ser reconhecido por Cristo como fiel. E não como quem cumpre uma tarefa, mas, como alguém que o faz como fruto da vida do Cristo, em si!

Esse governo, marcado pela iniquidade, se arroga, desavergonhadamente, fiel ao Cristo e sustentado por seus seguidores!

Porém, quais as características que tais seguidores têm demonstrado?

PUBLICIDADE

Primeiro, o simples fato de se envolver com um governo acusado de iníquo, põe sob juízo a fidelidade ao Cristo.

Segundo, apoiar alguém com arroubos tirânicos e posturas com sinais inequívocos de segregação, de toda a ordem, não pode ser sustentado por fidelidade ao Cristo.

Tais pessoas, portanto, dão mostras de fazer parte daqueles a quem Cristo já avisou que não reconhecerá.

PUBLICIDADE

Infelizmente, temos tido exemplos, à profusão dessa postura não reconhecida por Cristo.

Várias (senão todas) das manifestações de evangélicos em favor desse governo foram demonstração dessa iniquidade que Cristo condena.

Uma dessas manifestações recém apareceu na CPI da Pandemia: um “reverendo” evangélico é citado como intermediário numa possível tentativa de superfaturamento na compra de vacinas.

PUBLICIDADE

Não bastasse isso, temos um evangélico que pode vir a ser ministro do STF em nome da fé evangélica, o que, também, é uma iniquidade, uma vez que o Estado é laico.

É verdade que cada pesquisa de opinião pública dá conta de evangélicos se arrependendo da iniquidade de ter dado apoio a esse desgoverno. O que é muito bom e bem-vindo, sempre!

Contudo, não custa manter viva, diante de todos os evangélicos a fala do Cristo: "Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniquidade.”

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email