O Brasil e a sua eterna senzala mental

O Brasil atual se tornou aquilo que sempre foi, 'recalcado' apenas nos governos Lula e Dilma (embora com os seus erros, comuns a todos os governantes), uma nação comandada pela perversa 'Casa Grande' com a sua chibata no lombo dos enclausurados da 'Senzala': negros, indígenas, pobres, trabalhadores

Ilustração artigo Cássio Vilela Prado - O Brasil e sua eterna senzala mental
Ilustração artigo Cássio Vilela Prado - O Brasil e sua eterna senzala mental (Foto: Cássio Vilela Prado)

Enquanto o Brasil agoniza em seu Estado de Exceção pós-Golpe de 2016, os militantes que se vestiram de verde-amarelos nas manifestações suicidas desde 2013, reunidos no 'banner solilóquio' 'Fora Dilma', ainda não foram capazes de perceber a enrascada na qual entraram e jogaram milhões de brasileiros inocentes juntos.

Com o desmonte do Estado Democrático Brasileiro em pleno vigor através de um presidente-traíra ventríloquo da elite média e alta, associadas aos indecorosos parlamentares e demais membros do 'juridiquês' tupiniquim [STF (Supremo Tribunal Federal) e STFC (Supremo Tribunal Federal de Curitiba)], assistimos à paulatina destruição da classe trabalhadora do país, sequestrando à sua dignidade por meio da devastação das condições de Trabalho, da Previdência Social, da Educação, da Saúde Pública...

De forma ainda patológica, os 'verde-amarelos', imaginariamente proprietários exclusivos das cores da nação brasileira, deliram em suas cadeias significantes arbitrárias, conseguindo apenas deslocarem os seus pobres jargões antidemocráticos do 'Fora Dilma' para o 'banner cosolilóquio

''Fora Lula', petrificados que estão na mesma semântica débil não evoluída.

Ao invés de reconhecerem e entenderem a cilada golpista na qual foram levianamente envolvidos e usados, por uma questão de orgulho bestial ou mesmo retardo mental, preferem manter a destruição total da nossa Pátria (*E importante que se diga: a destruição de si mesmos).

Que punam e prendam Lula e Dilma se existirem provas concretas para isso! Mas o que não dá mais para suportar é assistir tacitamente à essa pulha midiática comprada e tergiversada pelos supostos proprietários do Brasil, a claque verde-amarela.

A ignorância deve ter limites, assim como a molecagem de procuradores, juízes, parlamentares e 'fascistas' sob o manto verde-amarelo vociferando tortamente o que é melhor para o país.

O Brasil atual se tornou aquilo que sempre foi, 'recalcado' apenas nos governos Lula e Dilma (embora com os seus erros, comuns a todos os governantes), uma nação comandada pela perversa 'Casa Grande' com a sua chibata no lombo dos enclausurados da 'Senzala': negros, indígenas, pobres, trabalhadores...

Parece que vivemos eternamente o período da colônia portuguesa, reverenciando de forma abissal os patrões, políticos, justiceiros... Até os bandidos delatores em moda no Brasil a debilidade tupiniquim verde-amarela os sublevaram à categoria de pop-star.

De fato, é a era da 'pós-verdade', acredita-se em toda a informação veiculada pela grande mídia golpista: Rede Globo, Revista Veja, Exame, Istoé... A reflexão se tornou desnecessária na correlata época da 'mentira verdadeira' disseminada. Assim como os 'objetos-fetiches' comerciais enfiados goela abaixo pelo 'discurso do capitalista' no nosso corpo: olhos, boca, ouvidos, narinas, pele..., a informação também se tornou fetichizada enquanto objeto de consumo, dando a falsa 'sensação de prazer e completude'.

Contudo, o verdadeiro sujeito que somos fica massacrado e tamponado pelo véu pérfido da elite com os seus 'objetos da felicidade' ofertados e consumidos vorazmente.

Hoje a liberdade dos cidadãos se restringe ao campo do consumo, inclusive do consumo da informação ideológica, fazendo com que a 'debilidade psíquica' irrefletida confunda 'liberdade' com 'prisão', haja vista o desmanche total das subjetividades.

Um país que golpeia uma Presidente da República eleita democraticamente sem nenhum crime cometido e que insiste em destruir o patrimônio simbólico do ex-Presidente Lula, principal representante político da História deste país, a partir de solilóquios doentios adquiridos pela voz de uma imprensa elitista rasa e obtusa, talvez mereça mesmo permanecer na 'Senzala' ...

Conforme Kant, em 'Fundamentação da Metafísica dos Costumes', o maior de todos os bens é a 'liberdade' vinculada à 'razão pura e prática moral', mas parece que a 'Senzala' ainda prefere aos Moros, Gilmares, Globos, Vejas, Bolsonaros, Dórias, e demais artistas escrotos...

Não se sai da 'Senzala' sem bastante esforço intelectual e mental, mesmo se sua porta estiver aberta...

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247