O risco Lula

"Lula livre é um grave risco para quem se opõe à retomada do crescimento econômico com distribuição de renda. Moro defende, com suas ações ilegais, o modelo de especulação financeira, que só produz recessão e desemprego", critica o sociólogo Emir Sader, colunista do 247; "Lula livre será um risco para os que pretendam, no futuro, repetir as aventuras que levaram o país à pior crise da sua história. Lula livre só é risco para quem não quer ver o Brasil sorrir de novo"

O risco Lula
O risco Lula

Estado de exceção é quando se viola as leis, alegando que se faz para evitar um determinado risco. Foi o que o juiz Sérgio Moro fez e justificando, alegando que violou as leis, para evitar o risco maior – Lula livre. É assim que se instrumentaliza as leis para perseguição política. É assim que se faz com que os fins justifiquem os meios. É assim que se dá a judicialização da política: o uso das leis de forma discricionária, inclusive com seu desrespeito, para obter um objetivo político.

Qual o risco que Lula representa, que justifica uma ação arbitrária como essa, da parte de um juiz? De um certo ponto de vista, ele tem razão. Lula representa um risco. Que risco? Para quem?

Lula livre representa, antes de tudo, sua eleição no primeiro turno para a presidência do Brasil. Um evidente risco, em primeiro lugar, para o modelo neoliberal e para os que se beneficiam amplamente com ele – os banqueiros. É portanto, antes de tudo, para defender esse risco que Moro violou as leis.

Lula livre representa também um risco para quem gostaria de manter o governo golpista, que fez tudo o que pôde para destruir o Brasil. O governo mais corrupto e incompetente, mais desmoralizado, que o Brasil já teve. Lula representa um risco real de derrota acachapante para Temer e seus asseclas. Agindo de maneira arbitrária, alegando o risco Lula, Moro trata de proteger a esse bando de aventureiros que assaltou o governo.

Lula livre representa a consolidação do referendo revogatório, como primeiro passo para restabelecer a governabilidade democrática no Brasil. Representa a revogação do congelamento dos recursos para as políticas sociais por 20 anos, a revogação da destruição dos direitos dos trabalhadores, o fim da privatização do patrimônio público, antes de tudo do pré-sal. Ao tentar impedir a liberdade do Lula, Moro age na defesa dos que se beneficiam com a exclusão social, da impotência dos sindicatos para defender os interesses dos trabalhadores, das gangues internacionais que se apropriam a preço de banana do patrimônio da Petrobras.

Lula livre representa um risco para os interesses antinacionais. Aponta para um Brasil soberano, independente, que recupere a imagem do país no mundo, por tudo o que Lula representou e vai voltar a representar. Moro agiu na defesa dos interesses dos EUA, quem mais é afetado por uma América Latina de novo integrada e com independência em relação aos interesses imperialistas.

Lula livre é um risco para a mídia monopolista, que fez tudo o que podia para destruir a imagem do maior líder político da história do país, sendo fragorosamente derrotada pela liderança do Lula em todas as pesquisas. Moro defende, com unhas e dentes, com suas atitudes arbitrárias, os interesses dessa mídia decadente.

Lula livre representa um risco para um Judiciário que não esteve à altura da defesa do Estado de direito no golpe contra a Dilma e que é conivente com todas as arbitrariedades da Lava Jato contra a Lula, afirmando que Moro é "isento" para julgar Lula tolerando uma condenação sem provas e uma prisão sem condenação em segunda instância. Moro defende todas essas arbitrariedades, sem as quais ele mesmo não existiria mais como juiz.

Lula livre é um grave risco para quem se opõe à retomada do crescimento econômico com distribuição de renda. Moro defende, com suas ações ilegais, o modelo de especulação financeira, que só produz recessão e desemprego.

Lula livre é um grave risco do Brasil voltar a ter como prioridade as políticas sociais, a luta contra a exclusão social, as desigualdades, a pobreza e a miséria. Moro defende, violando a lei, o Brasil que voltou a ter famílias morando nas ruas, crianças vendendo balas nas esquinas, milhares de pessoas ao abandono.

Lula livre é um risco, sim, Moro, para arbitrariedades como essa cometida para impedir a liberdade do Lula. Porque a restauração da democracia no Brasil será implacável com os que agiram contra os direitos democráticos do Lula e de todas as vítimas de juízes prepotentes que violam sistematicamente as leis.

Lula livre será um risco para os que pretendam, no futuro, repetir as aventuras que levaram o país à pior crise da sua história. Lula livre só é risco para quem não quer ver o Brasil sorrir de novo.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Um líder pacifica e o Brasil precisa de paz
Gustavo Conde

PDT Livre!

O linguista Gustavo Conde afirma que Ciro, com sua truculência verbal, vai implodindo o PDT como Bolsonaro implodiu o PSL. Ele diz: "pirracento, agressor, infantil e ciumento, Ciro Gomes vai...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247