Os 10 mandamentos de Bolsonaro

Colunista Alex Solnik destaca ser "a prioridade número 1" de Jair Bolsonaro "deixar Lula apodrecer na cadeia"; "Lula livre se transformaria no maior líder de oposição e o único político capaz de levantar a população contra o governo. Haverá duras pressões sobre o STF para não revogar a prisão depois de segunda instância e não absolver Lula no processo do tríplex de jeito algum", diz; jornalista acrescenta que, dentre outros mandamentos do novo governo, estão "banir os vermelhos", "controlar a imprensa" e "criminalizar movimentos sociais"

Os 10 mandamentos de Bolsonaro
Os 10 mandamentos de Bolsonaro (Foto: Adriano Machado - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

1) Deixar Lula apodrecer na cadeia. É a prioridade número 1, verbalizada com essas palavras por Bolsonaro no domingo anterior à eleição. Lula livre se transformaria no maior líder de oposição e o único político capaz de levantar a população contra o governo. Haverá duras pressões sobre o STF para não revogar a prisão depois de segunda instância e não absolver Lula no processo do tríplex de jeito algum.

2) Banir os vermelhos. Primeiramente serão expurgados todos os petistas e tucanos que não aderirem ao Duce de cargos públicos federais e estaduais onde bolsonaristas se elegeram – Rio, Minas, São Paulo; depois, a perseguição poderá ter sequência como ocorreu na Itália de Mussolini que usava suas milícias, os “camisas negras”, para calar a oposição.  

3) Criminalizar movimentos sociais. MST, MTST e outros deverão ser colocados na ilegalidade, pois são poderosos redutos de oposicionistas e capazes de desestabilizar um governo autoritário.

4) Controlar a imprensa. A Folha já foi avisada que vai perder publicidade oficial, mas isso talvez não seja o pior; empresários bolsonaristas, como Luciano Hang, podem estimular boicotes nas áreas de assinaturas e de publicidade particular utilizando as mesmas ferramentas que deram a vitória ao capitão.

5) Controlar os partidos políticos. O governo já tem um partido com a segunda maior bancada da Câmara dos Deputados, e conta com mais de 300 aliados, mas vai investir para engordar o seu PSL a fim de aprovar sem sobressaltos a pauta de extrema-direita que defende. A cooptação deverá ser colocada em prática – se é que já não está sendo.

6) Aprovar porte de arma. As brigas de trânsito nunca mais serão as mesmas. Episódios sangrentos que pipocam nos Estados Unidos poderemos ver entre nós.

7) Acabar com casamento gay. Governos autoritários sempre combateram os diferentes, como na Itália de Mussolini e na Alemanha de Hitler.

8) Implantar o Escola sem partido. Mussolini implantou propaganda fascista nas escolas; Hitler criou a juventude nazista.

9) Expulsar Cesare Battisti. Um presente que visa estreitar os laços com a extrema-direita italiana, segundo um dos filhos de Bolsonaro.

10) Fazer tudo o que Trump mandar.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247