Os donos do Poder, sem nome forte, vão de Bolsonaro

Assim, sem terceira via, sem engolir Lula, mais uma vez, é com o Bolsonaro que os donos do poder vão

(Foto: Paty Moraes Nobre)
Siga o Brasil 247 no Google News

A polarização política permanece entre a esquerda, representada por PT, PSOL versus a direita, representada por quem couber no balaio do Centrão, financiado pelo agronegócio e mercado financeiro, com mídia corporativa como seu núcleo de comunicação.

Os atos bolsonaristas de 07 de setembro, que seriam a experimentação do atual presidente para medir forças com o STF e com os donos do poder, não deram resultado e Bolsonaro foi obrigado a recuar, já que corria o risco de perder o mandato por crime de responsabilidade.

Desiludido com a possibilidade de uma terceira via para derrotar Lula ou Bolsonaro, em razão da polarização que vive o Brasil desde 2002, o mercado entendeu que precisava escolher um lado, aceitou e organizou o recuo. 

PUBLICIDADE

E escolheu Bolsonaro.

Por isso colocou as velhas raposas políticas de sempre para articular via Centrão a paz entre STF e Bolsonaro. A Gilmar Mendes e Temer couberam as conversas para pôr uma focinheira em Bolsonaro e alinhar um armistício com os ministros do STF.

Sem um candidato de direita com votos que faça tudo que Bolsonaro faz para eles, entregando as empresas estatais, aprovando leis que facilitem a vida dos bancos e grandes negócios, ou seja, um Bolsonaro que mastigue de boca fechada e não converse sem exalar odor, restou aos donos do poder domarem a fera e o prepararem para ir para uma eleição com ele mesmo. Quem não tem voto pela direita caça com Bolsonaro.

PUBLICIDADE

A chegada de Temer a Brasília e a carta recuo de Bolsonaro perante o STF e Congresso deixaram claro que foi feita a barganha. Bolsonaro se mantém no poder, e será o representante da direita em 2022, se nenhum dos candidatos da terceira via não se viabilizar eleitoralmente.

Ainda há uma pequena chance com Dória, que é simpático da direita, mas que não tem o controle do seu próprio partido. Eduardo Leite, do mesmo PSDB de Dória, é só um ensaio para emplacar uma vice em alguma chapa de direita.

Outra possibilidade é Ciro, que antes tentava convencer a esquerda que só ele conseguiria vencer Bolsonaro, por isso precisavam *deixá-lo* passar para o segundo turno. Ciro agora corre Brasil afora tentando convencer a direita que só ele consegue vencer Lula no segundo turno, e que para isso precisam fazê-lo ser o candidato da direita. Mudou o lado, mas a missão continua a mesma, quase impossível, já que para isso é preciso o segundo lugar abrir alas para o pedetista passar.

PUBLICIDADE

Portanto, esse é o cenário, com Lula favorito para ganhar em 2022, sem uma candidatura viável pela terceira via, é com Bolsonaro que o mercado, dono do Centrão, e a mídia irão.

Apoiar Lula, somente se Bolsonaro ficar totalmente incontrolável, o que não é muito difícil, dados os problemas que ele tem para lidar com a democracia. Caberá a Temer organizar as relações entre Bolsonaro, Congresso e Poder Judiciário e junto com os generais controlar o capitão.

A corrupção de Bolsonaro?

PUBLICIDADE

Para políticos de direita isso nunca foi problema no Brasil, eles dão um jeito, têm o judiciário e mídia na mão para isso mesmo.

Impedir Lula continua no radar, ainda que agora seja bem mais difícil.  Caso ele ganhe, sabem que serão tratados com republicanismo, como já foram nos mandatos anteriores de Lula, mas temem que os ativos do país que foram entregues possam ter que ser devolvidos. Algo não muito crível, já que Lula é um conciliador e não deve fazer nenhum movimento de rompimento de contrato.

Na dúvida, o mercado prefere um Bolsonaro controlado no bolso deles, domado, *pois até* agora não contam com outro Bolsonaro de nome diferente.

Assim, sem terceira via, sem engolir Lula, mais uma vez, é com o Bolsonaro que os donos do poder vão.

Cabem aos trabalhadores lutar por Lula presidente, sem ilusões com frente ampla à direita.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email