Outubro: Ou vai ou vai!

www.brasil247.com - Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert)


Se acontecer uma tragédia e Bolsonaro conseguir a reeleição, todo o discurso pós golpe de 2016 ficará definitivamente anacrônico, sem respaldo, obsoleto, sem sustentação para as próximas eleições.

As auditorias do TCU que revelaram a farra do cartão corporativo, a mansão do 01, a polarização, o desmonte do Estado, as rachadinhas sertanejas, as milícias, tudo perderá força de implosão e o navio fantasma seguirá seu destino, rumo ao caos definitivo.

Por isso, é da maior importância que os eleitores que não queiram viver mais quatro, oito, doze anos desse governo cataclísmico, que antecipem o seu fim votando em Lula no primeiro turno.

Pronunciar ‘vote em Lula no primeiro turno’ é quase um mantra ritualístico para proteger o país da maldição que se abateu sobre nós com a eleição do genocida. 

Se o PDT, não mais de Leonel Brizola, mas de aventureiros, tivesse altruísmo, nesse momento delicado em que a civilização corre risco, e retirasse a candidatura do aparvalhado Ciro Gomes, reconquistaria a simpatia de eleitores desiludidos, o que seria um carinho póstumo no ex-governador, cunhado de Jango.

Falta quatro meses para as definitivas eleições, não podemos abrir agenda para o medo. Se provocados, partiremos para o enfrentamento, se agredidos, partiremos para a agressão, porque derrubar o fascismo é prioridade para que possamos retornar ao caminho da democracia, soberania e do bem-estar social.

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email