Papa Francisco deseja Cristina Kirchner na presidência do país em 2019

Em seu site ‘’El Cohete a la Luna’’, Verbitsky escreveu: "um dos bispos que compõem o comitê executivo da Igreja Católica Argentina se reuniu duas vezes com Cristina Kirchner transmitindo, de forma inequívoca, o desejo de Papa Francisco de que ela retornasse para concorrer à presidência nas eleições’’

Papa Francisco deseja Cristina Kirchner na presidência do país em 2019
Papa Francisco deseja Cristina Kirchner na presidência do país em 2019

Macri quer militarizar o desastre argentino, um país à beira do colapso com a recessão, inflação e uma dívida alarmante.

Macri pretende colocar as forças armadas na rua para impedir o protesto social, enquanto isso o papa Francisco, que nos assiste pela TV no Vaticano, leva suas mãos ao rosto de tanto espanto.

Macri está em sérios apuros porque descobriu-se que os fundos utilizados para a campanha de seu partido tinham origem desconhecida, e havendo ainda serias suspeitas de que o dinheiro tenha sua origem no tráfico de drogas.

Há hipóteses de que esse dinheiro venha do prefeito do Paraná, Sergio Varisco, que foi processado por seus acordos com o narcotraficante Daniel "Tavi" Celis.

O dinheiro da campanha de Macri, de sua mão direita, a governadora de Buenos Aires, Maria Eugenia Vidal, ainda não foi explicado. A questão nas ruas da Argentina é: de onde vem o dinheiro da campanha de Macri?

Além disso, Macri fez um acordo com o FMI, onde os acionistas estão autorizados a tirar qualquer quantidade de dinheiro da Argentina, sem dar maiores explicações. O que seria um paraíso para os traficantes de drogas.

A cúpula de ministros e presidentes dos bancos do G-20, terminou esta semana em Buenos Aires, a mensagem delirante do Presidente Macri, como de costume, acabou por ser um sermão medíocre de um pai de família que perdeu o respeito de seus filhos. Novamente Macri, culpou a situação econômica por todos os males criados por sua imaginação, relacionados sempre a ‘’ atmosfera, a marinha e a aeronáutica’’.

Ele falou: "tempestades de verão", "turbulência de avião" e "águas traiçoeiras nas ondas do Oceano Atlântico " seriam, segundo a inteligência de Macri, as razões pelas quais o mundo não chega a um acordo e por isso este mesmo mundo decidiu suicidar-se.

Em seu site ‘’El Cohete a la Luna’’, Verbitsky escreveu: "um dos bispos que compõem o comitê executivo da Igreja Católica Argentina se reuniu duas vezes com Cristina Kirchner transmitindo, de forma inequívoca, o desejo de Papa Francisco de que ela retornasse para concorrer à presidência nas eleições’’, que até agora estão agendadas para outubro de 2019. Para fechar a nota, o jornalista disse que Cristina Kirchner parece pretender não desapontá-lo.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

Jandira Feghali

O massacre como política

Quem deterá o governador Witzel? Com certeza não será sua humanidade, já que comprovou não lhe restar nenhuma. É preciso transformar nossa indignação em protestos e ações institucionais e políticas...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247