Prisão de Temer é presente para Bolsonaro

"Prisão de Temer não tem nada para ser comemorado. A direita volta com força. A Lava Jato mostra que não está à beira da morte. Foi uma prisão cinematográfica. Temer é um troféu", diz Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia; "Reforça o discurso de falso combate à corrupção e à velha política. Aglutina as tropas do terrorismo virtual. Ou seja, reforça Bolsonaro. Está aberta a temporada de caça a políticos"

Prisão de Temer é presente para Bolsonaro
Prisão de Temer é presente para Bolsonaro (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Alex Solnik, do Jornalistas pela Democracia

Prisão de Temer não tem nada para ser comemorado. A direita volta com força. A Lava Jato mostra que não está à beira da morte. Foi uma prisão cinematográfica. Temer é um troféu. Raquel Dodge, da PGR, pediu para Marcelo Bretas investigar. Bretas mandou prender. Não há motivos que justifiquem a prisão preventiva dele e de Moreira Franco. Não há perturbação da ordem, nem tentativa de fuga, nem coação de testemunhas, nem tentativa de destruição de provas. Temer nunca foi sequer interrogado.

A notícia traz pânico ao Congresso. É uma prensa nos deputados. Chantagem à luz do dia. Ou se comportam como o governo deseja ou o tacão poderá cair sobre a cabeça deles. Rodrigo Maia cancelou a agenda ao saber da prisão do sogro (Moreira Franco). Reforça o discurso de falso combate à corrupção e à velha política. Aglutina as tropas do terrorismo virtual. Ou seja, reforça Bolsonaro. Está aberta a temporada de caça a políticos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247