Prisão injusta de Lula o eleva ao status de preso político sequestrado por juízes e militares

O que mais incomoda a milhões de brasileiros que sempre votaram em Lula e no PT após a redemocratização é saber que sua prisão é uma jogada baixa e suja da política

Prisão injusta de Lula o eleva ao status de preso político sequestrado por juízes e militares
Prisão injusta de Lula o eleva ao status de preso político sequestrado por juízes e militares (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A prisão de Lula é uma inominável e covarde injustiça perpetrada por homens e mulheres de togas, que colocam em xeque a Justiça como instituição moral e moralizante, bem como joga por terra a credibilidade de juízes, delegados e procuradores que, sem dúvida, agiram de forma orquestrada em todas as esferas do Judiciário, desde a primeira à última instância.

No decorrer do processo que levou à deposição uma presidente legítima e constitucional eleita pelo povo brasileiro até a prisão do ex-presidente e líder popular, percebeu-se que juízes e procuradores de direita, que participaram como ativistas do Direito e militantes políticos em contraposição nas redes sociais aos mandatários Lula e Dilma Rousseff, edificou-se a derrota da esquerda, não pela via democrática e eleitoral, mas sim por meio de lawfare, quando a Lei é usada como arma de guerra por determinados grupos contra seus adversários políticos.

Lula não foi somente vítima de lawfare, mas também da teoria do domínio do fato, que foi amplamente usada para perseguir violentamente o ex-ministro José Dirceu, uma das lideranças de esquerda e do PT, que sofreu durante anos e ainda sofre com as consequências brutais efetivadas por juízes e procuradores compromissados em derrotar a esquerda, porque perceberam que a direita, principalmente os tucanos do PSDB, não tinha a menor condição de derrotar o PT, já que derrotados em quatro eleições consecutivas, sendo que certamente Lula venceria a quinta eleição por parte do campo progressista.

O Brasil caminhava em direção de sua independência e soberania, a ser um dos principais protagonistas da diplomacia internacional, a liderar o Mercosul e a ser importante integrante de Brics, G-20 e Unasul, além de realizar forte diplomacia com a China, que se tornou o mais importante parceiro comercial, a superar os EUA. O Brasil se voltou ao Oriente Médio, assim como efetivou as relações Sul-Sul, a ter os países africanos como parceiros comerciais e culturais.

A inserção do Brasil no mundo e sua política internacional agressiva e ampla, porque aberta para todos os países incomodou demais os Estados Unidos e a burguesa brasileira pária dos yankees, a exemplo dos oligopólios dos meios de comunicação privados, além do agronegócio e federações de indústrias, a exemplo da Fiesp. Somado aos empresários, evidentemente, os meganhas e togados, que trabalham e agem como lacaios das plutocracias internacionais e da casa grande brasileira, esta adepta de escravidão, atraso e retrocesso, organizaram-se para que os conservadores retomassem o poder, sendo que necessário a deposição de Dilma e o encarceramento de Lula, que venceria as eleições presidenciais de 2018 no primeiro turno.

O que mais incomoda a milhões de brasileiros que sempre votaram em Lula e no PT após a redemocratização é saber que sua prisão é uma jogada baixa e suja da política, cujos partidos de direita levaram a cabo a desconstrução da Nação e a demolição do pequeno estado de bem-estar social, que foi a duras penas edificado a partir dos direitos sociais implementados a partir dos governos do líder estadista Getúlio Vargas.

A movimentação do Brasil em direção à sua independência e o descolamento diplomático em relação aos Estados Unidos causou transtornos aos interesses geopolíticos e econômicos da potência imperialista, a mais agressiva e violenta da história da humanidade. Um país sempre em guerra e que sabota violentamente a nação que ousar tentar sair das amarras de seu quintal, como o é tratada a América Latina, cujos sócios dos estadunidenses são os inquilinos da casa grande escravocrata brasileira e sul-americana.

A prisão de Lula o engrandece como liderança mundial injustiçada e vergonhosamente oprimida por juízes e meganhas que jamais comprovaram que o maior líder popular e de esquerda da história do País tenha cometido qualquer malfeito, que o levasse à condição degradante de prisioneiro de um estado policialesco e já militarizado.

Afinal, o presidente fascista Jair Bolsonaro nomeou para os primeiros e segundos escalões da República dezenas e dezenas de militares subalternos aos milicos dos EUA e sem noção de soberania, que apenas intervieram mais uma vez na política e que estão rapidamente a rumar para um retumbante fracasso em suas tristes e desditosas histórias de golpistas e interventores da vida brasileira.

Entristece profundamente perceber que o presidente Lula está preso sem culpa e verificar que os juízes burgueses e ricos do Supremo Com Tudo (SCT), que vem a ser a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil, não tomem as devidas providências, libertem o presidente Lula, pacifiquem o Brasil e punam duramente os juízes e procuradores irresponsáveis e levianos, que levaram uma pessoa inocente à cadeia e, com efeito, impor ao Brasil um modelo econômico ultraliberal, entreguista, excludente e responsável pelo recrudescimento das desigualdades sociais.

Juízes da Lava Jato, do TRF-4 e do STJ, pois seletivos, partidários e militantes de direita, como comprovam suas lamentáveis atuações políticas nas redes sociais, a fazerem campanha contra os líderes petistas, inclusive a irem às ruas vestidos com camisetas da corrupta CBF, o que denota o partidarismo e a ação política desses togados golpistas, que já entraram para a vala imunda da história. Lula Livre não é apenas uma questão de retórica política, mas, sobretudo, o resgaste dos marcos civilizatórios em desfavor da barbárie que tomou conta do Brasil. Lula Livre! É isso aí.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247