Quantos Evaldos Rosas ainda morrerão?

"Em se tratando do quesito EDUCAÇÃO, independente do representante ministerial que lá esteja; a meta é e será: Segregar os negros, os índios, os nordestinos, ou seja, o povo. A sociologia e filosofia segundo o novo ministro da Educação devem ser extintos da grade. O que nos restará?"

Quantos Evaldos Rosas ainda morrerão?
Quantos Evaldos Rosas ainda morrerão?

Respira-se o ar impuro do primeiro ano de um governo atípico, diferente de qualquer outro: Ideologicamente, fisiologicamente e politicamente.

Há uma miscelânea de poderes, que paralelamente revalorizam o NAZISMO, em versão tupiniquim; houve um plano mui bem traçado para que tudo que está aí gere frutos, e frutos amargos – Como, por exemplo, a morte de EVALDO ROSA que levou oitenta tiros de fuzil de quem deveria garantir sua existência.

O alvo não importa para o projeto que ora dirige o Brasil, o que importa é o NOVO COLONIALISMO que tem pressa de banir a higidez da população. A meta é reduzir o número de habitantes, de reduzir a pobreza - não com justiça social, porém através da eliminação orgânica.

A idiotização dos brasileiros é outra forma de redução populacional, já que sem conhecimento é muito mais fácil dominar e articular o extermínio de quem se atrever a fugir do cumprimento das novas regras instituídas, assim como fora na Alemanha hitlerista. Tal perigosa e lamentável direção nacional não pretende sair do poder – Ela pretende substituir uma estrutura, assim como almejava o fuhrer alemão.

E muito mais grave do que se imagina, com o agravante do fato de que, existe aproximadamente sessenta milhões de adeptos e colaboradores ideologizados e engajados a esta nova versão de governar.

A “grande Imprensa” por assim dizer, recentemente fora ameaçada de morte.

O mestre MOA a vereadora MARIELLE, o músico EVALDO ROSA, e outros tantos seres humanos, estão sendo imolados, sacrificados em nome da tirania, que vem ocupando o lugar da democracia.

Um novo pragmatismo está sendo gestado, e todas as frases de homofobia, misoginia ou racismo já proferidas por este governo fake não se constituem em "brincadeira”, muito pelo contrário, o governo vem cumprindo sua agenda escrita com sangue.

E crianças que estão nascendo hoje, e nascerão amanhã deverão seguir a risca o novo modelo de gestão: COLONIAL, IMPERIAL, MILITAR, e RACISTA que está sendo aplicado como uma vacina para que cada conjuntura se torne imune ao bem estar social.

As ideologias implantadas em uma gama de mentes nacionais soam irremovíveis. Existe uma militância deste horror que se implanta; porém, ainda não se faz como maioria.

Esta guerra contra o CONHECIMENTO, contra a CULTURA, contra a LIBERDADE, contra a FRATERNIDADE e contra a IGUALDADE, visa extinguir direitos vitais; expressos na CONSTITUIÇÃO; que se encontra prestes a ser derribada.

Enfim, neste momento obscuro vivido pela sociedade nacional, NÃO HÁ LADO ESQUERDO, NEM DIREITO; existem pessoas (aos milhões) que ainda conseguem pensar, e elas são as únicas vozes vibrantes contra este NOVO STATUS QUO que está ser reproduzindo em cérebros e tecidos do estamento.

A REFORMA DA PREVIDENCIA é apenas o primeiro passo para que haja a substituição de uma SOCIEDADE CAPITALISTA por uma SOCIEDADE FEUDAL (Servil e ignóbil) gerenciada por um BAIXO CLERO armado.

E ademais em se tratando do quesito EDUCAÇÃO, independente do representante ministerial que lá esteja; a meta é e será: Segregar os negros, os índios, os nordestinos, ou seja, o povo. A sociologia e filosofia segundo o novo ministro da Educação devem ser extintos da grade. O que nos restará? Acho que nem mesmo batizar uma Rua do RIO DE JANEIRO com o nome de EVALDO ROSA.

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

Ação - Reflexão - Ação

O episódio lamentável em relação ao Vestibular da UNILAB, com a “intervenção” do MEC feriu de morte mais uma vez o caráter democrático e constitucional brasileiro, demonstrando o quanto o Estado...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247