Reflexões à beira do rio "Brasil"

"O brasileiro é um povo sequelado pela Lava Jato", diz Hildegard Angel, do Jornalistas pela Democracia. "Completamente intoxicado pelas mistificações de Moro, Dallagnol e da mídia imunda que os consagrou como 'super-heróis no combate à corrupção'. Agora, estamos todos reféns desse engodo, e caímos no fosso mais fundo das indignidades, mídia inclusive"

Deltan Dallagnol e Sérgio Moro
Deltan Dallagnol e Sérgio Moro (Foto: Abr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Hildegard Angel, para o Jornalistas pela Democracia 

O Brasil sob o domínio das mentiras e da ignorância. Não há forças que se possam comparar a essas. Sentar na beira do rio e esperar esse lodo passar, até as águas e as mentes clarearem. E vai levar tempo. Vamos ver passar, nas águas desse rio imundo, muitas injustiças e tragédias.

Sim, o brasileiro é um povo sequelado pela Lava Jato. Completamente intoxicado pelas mistificações de Moro, Dallagnol e da mídia imunda que os consagrou como “super-heróis no combate à corrupção”. Agora, estamos todos reféns desse engodo, e caímos no fosso mais fundo das indignidades, mídia inclusive.

Se a Globo não encontrar rapidamente um caminho de saída para essa emboscada, que ela mesma armou para si e o país inteiro ao entrar em conluio com o “projeto Lava Jato”, será sugada pelo mesmo ralo em que estão escoando Dallagnol e Moro. Sim, porque Moro não “sobrevive” até 2022, por mais que a emissora continue a apostar nele.

Meses atrás escrevi que a única alternativa que via para a Globo era sua aproximação de Lula. O que se torna cada vez mais difícil, não devido à Globo, mas porque dificilmente Lula há de querer. Vão ter que se esforçar muito.

(Conheça e apoie o projeto Jornalistas pela Democracia)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email