Segurança energética brasileira é jogada no lixo pelo governo golpista

Se não reagirmos vão levar o nosso Pré-Sal, nosso passaporte para a libertação econômica, na mão grande. É o nosso futuro que está comprometido. O que estão fazendo é a destruição do sonho de independência de uma Nação

EC Angra dos Reis (RJ) 22/01/2014 Casco da primeira sonda do prÈ-sal chegou ao Brasil - Visita ao Estaleiro BrasFels, em Angra dos Reis, onde ser· construÌda uma das sondas de perfuraÁ¿o do prÈ-sal, encomendada pela Sete Brasil. Foto de Fabio Rossi / AgÍn
EC Angra dos Reis (RJ) 22/01/2014 Casco da primeira sonda do prÈ-sal chegou ao Brasil - Visita ao Estaleiro BrasFels, em Angra dos Reis, onde ser· construÌda uma das sondas de perfuraÁ¿o do prÈ-sal, encomendada pela Sete Brasil. Foto de Fabio Rossi / AgÍn (Foto: Chico Vigilante)

É urgente. A população brasileira deve se posicionar contra a rápida entrega que o governo golpista Temer vem realizando de nosso maior patrimônio: o sistema integrado Petrobras e as reservas de petróleo do Pré -Sal.

Pedro Parente e a mídia oligopolista tramam contra o Brasil quando repetem que é necessário privatizar para lidar com o endividamento da Petrobras. Isso é mentira.

Absolutamente, essa não é a saída. Muito pelo contrário, à medida que vende ativos, a empresa reduz sua capacidade de pagamento da dívida no médio prazo e desestrutura sua cadeia produtiva, em prejuízo de sua geração futura de caixa e da segurança energética do país.

A alternativa proposta por experts e pela Associação dos Engenheiros da Petrobras (AEPET) preserva a integridade corporativa e sua capacidade de investir no desenvolvimento nacional.

A medida garante a sustentação financeira, tanto pela redução da dívida, quanto pela preservação da geração de caixa a médio prazo.

Essa posição é explícita em representação da Associação dos Engenheiros da Petrobras (AEPET) encaminhada ao Ministério Público Federal do Rio de Janeiro solicitando o impedimento de Pedro Parente na presidência da Petrobras.

O mínimo que a sociedade deve fazer é pedir a retirada de Parente.

A Petrobras, a maior empresa do Brasil e da América Latina, foi montada como empresa integrada de energia baseada na verticalização em cadeia para equilibrar suas receitas, compensando a inevitável variação do preço do petróleo, de seus derivados e da energia elétrica, característica essencial para minimizar os riscos empresariais.

Segundo a AEPET, à medida em que a Petrobras for fatiada, as empresas privadas que passarem a explorar estes setores buscarão o lucro máximo por negócio, elevando os custos ao consumidor, e restringindo o crescimento do mercado interno do país, e colocando em risco nossa segurança energética.

Os brasileiros e brasileiras devem se perguntar porque o governo golpista quer privatizar ativos como a BR Distribuidora, a Liquigás, termoelétricas e Transpetro - exatamente os altamente lucrativos?

Devemos nos perguntar por que o sistema de gasodutos do Sudeste integrado à empresa pela própria natureza do serviço que presta - e mais rentável que a rede Nordeste - foi vendido a um fundo canadense, mesmo sem a constituição prévia de uma ordem reguladora, condição essencial para a operação de monopólios privados em qualquer economia capitalista.

Devemos nos perguntar porque na reestruturação da Petrobras feita por este governo providenciaram imediatamente a desintegração do Cenpes, o Centro de Pesquisas da Petrobras – existente há 40 anos, fundamental para os avanços tecnológicos da companhia, e responsável pela articulação entre a pesquisa nas universidades, a experiência operacional da companhia e os fornecedores de bens e serviços.

Venho repetindo há dois anos que o golpe em curso tinha dois objetivos básicos : entregar as riquezas nacionais e tirar direitos dos trabalhadores.

O primeiro segue a passos céleres e tem um roteiro que já conhecemos.

Os EUA invadiram o Iraque numa guerra sanguinária de bilhões de dólares para tomar o petróleo do Iraque.

Patrocinaram a invasão do Kuwait com o mesmo objetivo, dominar a produção de petróleo do país.

A mesma coisa na Líbia. Mataram o presidente Kadafi para se apoderar da produção do petróleo líbio.

Aqui no Brasil eles patrocinaram e ajudaram na elaboração do golpe e agora já começaram a garantir a exploração de nosso Pré-Sal, com a compra do campo de Carcará, a preço de banana.

Os golpistas estão entregando de mão beijada o país. Quer coisa mais mole para os EUA do que receber um presente milionário deste sem dar um tiro, sem se expor à crítica internacional ?

Estão entregando nosso sistema estratégico de energia para as maiores petroleiras do mundo, desmontando a Petrobras, e jogando a culpa da crise da Petrobras em cima do Partido dos Trabalhadores, que é contra a privatização.

Se não reagirmos vão levar o nosso Pré-Sal, nosso passaporte para a libertação econômica, na mão grande.

É o nosso futuro que está comprometido. O que estão fazendo é a destruição do sonho de independência de uma Nação.

Uma coisa é a independência política, outra coisa é a independência econômica.

O que estão impedindo é a nossa libertação econômica, para que possamos no futuro dar nossas próprias cartas em direção a uma Nação socialmente justa.

A reestruturação da Petrobras, pensada de fora e aplicada aqui por este governo golpista, objetiva o desmonte geral da empresa, da pesquisa à exploração e à distribuição de nosso petróleo.

Essa é uma questão de segurança nacional e como tal deve ser tratada pela Justiça brasileira e por cada um de nós, nas escolas, nas universidades, nos sindicatos, nos teatros, nas praças, no campo e na cidade, num grande NÃO contra o desmonte e a entrega de nosso maior patrimônio.
SOMOS TODOS PETROBRAS!

Conheça a TV 247

Mais de Blog

blog

Que reforma tributária?

A Reforma Tributária deve conceber um modelo que assegure esse conjunto de direitos e promova maior justiça fiscal. Isso significa fazer com que os setores que sempre foram beneficiados pela...

Ao vivo na TV 247 Youtube 247