Só existe uma opção

Chegou a hora de deixarem o ódio de lado e perceberem que Lula é a única opção saudável para o Brasil. Duvida? Lembrem como foram os (des)governos neoliberais do sociólogo do PSDB e compare com os governos de Lula. Compare como era sua vida, os níveis de desemprego, inflação, poder de compra. Lembrou?

Só existe uma opção
Só existe uma opção (Foto: Stuckert)

Já disse outras vezes e repito: não sou petista. Não sou filiado ao PT, nem a qualquer outro partido. Isso por opção; para poder ter a liberdade de defender meus ideais e até mesmo de criticar quando preciso for.

No entanto, o fato de não ser filiado, não significa que não admire PT e PCdoB, por exemplo, dois dos maiores partidos progressistas que temos hoje. Minha defesa incansável de Lula, tem me custado certa paz. Ao tomar partido – ainda que não oficialmente – acabo por me expor e sou vítima do ódio e preconceito irracional de certas pessoas, inclusive dentro de minha própria família.

Recentemente, ao sair com meu carro – o qual está adesivado com “Lula Livre” no vidro, como forma de militância silenciosa – parei em um semáforo e um senhor, bem trajado, no auge de seus sessenta e poucos anos, ao atravessar a rua, começou a gritar absurdos antes de entrar na farmácia – talvez para comprar seu Gardenal. Não ouvi tudo o que disse, mas dentre as barbaridades, ouvi a frase “O Lula, você e todos os esquerdistas têm que morrer fuzilados”. Confesso que assustei com a gritaria, e por um instante até pensei em parar o carro, descer e confrontá-lo em um diálogo, mas com o nível de ignorância pelas palavras deste senil cidadão não seria uma boa opção. Restou minha risada de pena para este “cidadão de bem”.

Depois deste episódio, na mesma semana em que a ONU reconheceu o direito de Lula ser candidato, minha determinação em continuar na defesa de Lula e, acima de tudo da democracia, só cresceu. Estar deste lado da história, acima de qualquer coisa, hoje é um ato de resistência. Resistência contra retrocessos econômicos e políticos de uma direita derrotada nas urnas; resistência contra o neofascismo camuflado nas bancadas evangélicas; resistência contra a agroindústria dos canalhas da bancada ruralista.

Próximo às eleições, essa força só cresce. A cada nova pesquisa, onde não podem esconder a vontade popular, a certeza de que estamos lutando do lado certo.

Para quem achava que “Lula já era”, que o PT e a esquerda haviam acabado, o jogo começou a inverter. Ao que tudo indica, Lula vence logo no primeiro turno. E mesmo que estuprem – novamente – a Constituição, Lula elegerá Haddad.

O golpe interno falhou. Cantaram vitória antes do tempo. O PSDB se desgastou, à serviço dos interesses geopolíticos dos EUA. PSDB colocou sua história – ainda que pobre – na lata do lixo da história ao apoiar a quebra do país e a entrega de nossas riquezas.

O golpe até conseguiu vencer uma batalha ao destituir Dilma e prender – injustamente – Lula. Mas o tempo está revelando as verdades. Pessoas que foram enganadas com o discurso golpista da Globo, PSDB e cia, estão percebendo que apoiaram um erro. E essas, sofrendo com o aumento da inflação, da desigualdade social, do desemprego, agora acordam e cobram o daqueles que apoiaram. A massa de manobra se rebelou contra seus senhores.

A cada dia a injustiça contra Lula e contra o Brasil se escancara a ponto de nem Moro, nem o Supremo, muito menos a Globo e sua manipulação conseguir mais esconder. O mundo está ciente da suruba institucional que tomou conta do Brasil, seja pelas declarações do Papa, pelos Tratados Internacionais da ONU ou pelos vários democratas e legalistas internacionais que gritam “Lula Livre”. O desespero é tamanho que a emissora dos golpes (de 1964 e 2016) optou por excluir Lula e o PT da cobertura jornalística.

Antes que me julguem de irracional, quero deixar claro que Lula não promoverá um novo sebastianismo. Não fará milagres. Mas é o único capaz de trazer de volta a autoestima ao povo. É o único que fará o Brasil ser respeitado como nação. Já fez isso uma vez, e fará de novo. Caberá novamente a Lula não apenas pacificar o país, mas retomar interesses nacionalistas e proteger a indústria brasileira.

Chegou a hora de deixarem o ódio de lado e perceberem que Lula é a única opção saudável para o Brasil. Duvida? Lembrem como foram os (des) governos neoliberais do sociólogo do PSDB e compare com os governos de Lula. Compare como era sua vida, os níveis de desemprego, inflação, poder de compra. Lembrou?

Ou paramos de brincar com a democracia, ou seremos eternamente uma República das Bananas!

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247