Só golpe de estado cancela eleições

Jornalista Alex Solnik diz que quem fala que as eleições de outubro poderão ser canceladas, não explica de que forma isso pode se dar; "Temer não consegue cancelar eleições. Rodrigo Maia não consegue cancelar eleições. Nem Moro. Nem Dallagnol. Nem o Congresso, nem o STF, nem a Globo", diz Solnik; "Só o que pode cancelar as eleições é um golpe de estado semelhante aos de 37 e 64, com tanques nas ruas, presos políticos, censura e tortura. E a consequente implantação de uma ditadura. Um golpe de estado colocaria o Brasil no rol dos países repudiados pelo mundo civilizado e democrático e atrasaria ainda mais o nosso desenvolvimento"

Jornalista Alex Solnik diz que quem fala que as eleições de outubro poderão ser canceladas, não explica de que forma isso pode se dar; "Temer não consegue cancelar eleições. Rodrigo Maia não consegue cancelar eleições. Nem Moro. Nem Dallagnol. Nem o Congresso, nem o STF, nem a Globo", diz Solnik; "Só o que pode cancelar as eleições é um golpe de estado semelhante aos de 37 e 64, com tanques nas ruas, presos políticos, censura e tortura. E a consequente implantação de uma ditadura. Um golpe de estado colocaria o Brasil no rol dos países repudiados pelo mundo civilizado e democrático e atrasaria ainda mais o nosso desenvolvimento"
Jornalista Alex Solnik diz que quem fala que as eleições de outubro poderão ser canceladas, não explica de que forma isso pode se dar; "Temer não consegue cancelar eleições. Rodrigo Maia não consegue cancelar eleições. Nem Moro. Nem Dallagnol. Nem o Congresso, nem o STF, nem a Globo", diz Solnik; "Só o que pode cancelar as eleições é um golpe de estado semelhante aos de 37 e 64, com tanques nas ruas, presos políticos, censura e tortura. E a consequente implantação de uma ditadura. Um golpe de estado colocaria o Brasil no rol dos países repudiados pelo mundo civilizado e democrático e atrasaria ainda mais o nosso desenvolvimento" (Foto: Alex Solnik)

   Vejo e ouço muita gente, até mesmo jornalistas conceituados e competentes, aventar a possibilidade de as eleições de outubro serem canceladas.

   Isso me preocupa, como também deve preocupar às pessoas que ouvem essas opiniões, que, no entanto falham ao não explicitar de que forma esse cancelamento poderá vir.

   Não é fácil cancelar eleição presidencial. Em nosso país, em apenas duas ocasiões isso aconteceu. E ambas em consequência de golpes de estado.

   No dia 10 de novembro de 1937, Getúlio Vargas, apoiado pelas Forças Armadas, fechou o Congresso Nacional, os partidos políticos, decretou censura à imprensa e às artes e cancelou a eleição presidencial marcada para março de 1938.

   O candidato do governo ia mal das pernas. Um ex-getulista, agora desafeto de Getúlio, o governador paulista Armando de Salles Oliveira despontava como favorito.

   Ainda assim, com toda a popularidade que tinha e com o apoio das três Forças, Getúlio teve que arranjar um pretexto para o golpe, uma suposta conspiração comunista enunciada no Plano Cohen que foi confeccionado nos bastidores do governo.

   A outra ocasião se deu a 1º. de abril de 1964. Os generais assumiram o poder a convite dos civis que acreditaram que eles ficariam por pouco tempo. No entanto, os fardados cancelaram a eleição para presidente marcada para 1965, na qual Juscelino, que apoiou o golpe sonhava em concorrer e comandaram o país com mãos e pés de ferro nos vinte sombrios anos seguintes.

   Quem fala, quem prevê ou quem suspeita que as eleições de outubro poderão ser canceladas, não explica de que forma isso pode se dar.

   Temer não consegue cancelar eleições. Rodrigo Maia não consegue cancelar eleições. Nem Moro. Nem Dallagnol. Nem o Congresso, nem o STF, nem a Globo.

   Só o que pode cancelar as eleições é um golpe de estado semelhante aos de 37 e 64, com tanques nas ruas, presos políticos, censura e tortura. E a consequente implantação de uma ditadura.

   Quem teria condições objetivas de executar esse golpe seriam as Forças Armadas, mas será que elas estão dispostas a abdicar de seu papel constitucional e passar por mais esse desgaste depois do fiasco de sua passagem pelo poder em 64?

   Um golpe de estado colocaria o Brasil no rol dos países repudiados pelo mundo civilizado e democrático e atrasaria ainda mais o nosso desenvolvimento.

   Só golpe de estado cancela eleições. E golpe de estado é tudo de que o Brasil não precisa.

   Inscreva-se na TV 247 e assista ao comentário:

   

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247