Temer é um vice à procura de um presidente

Lula era o presidente de um mundo moderno que se preocupa em derrotar a fome e a pobreza; Temer é o presidente das catacumbas que se ocupa em destruir as garantias trabalhistas e a aposentadoria dos brasileiros. Era um vice decorativo, como ele mesmo se auto proclamou. Agora presidente, passou de decorativo a nocivo. E sempre inexpressivo. Um vice-presidente à procura de um presidente. Não por acaso ele resolveu morar no Palácio do Jaburu

Lula era o presidente de um mundo moderno que se preocupa em derrotar a fome e a pobreza; Temer é o presidente das catacumbas que se ocupa em destruir as garantias trabalhistas e a aposentadoria dos brasileiros. Era um vice decorativo, como ele mesmo se auto proclamou. Agora presidente, passou de decorativo a nocivo. E sempre inexpressivo. Um vice-presidente à procura de um presidente. Não por acaso ele resolveu morar no Palácio do Jaburu
Lula era o presidente de um mundo moderno que se preocupa em derrotar a fome e a pobreza; Temer é o presidente das catacumbas que se ocupa em destruir as garantias trabalhistas e a aposentadoria dos brasileiros. Era um vice decorativo, como ele mesmo se auto proclamou. Agora presidente, passou de decorativo a nocivo. E sempre inexpressivo. Um vice-presidente à procura de um presidente. Não por acaso ele resolveu morar no Palácio do Jaburu (Foto: Alex Solnik)

Até outro dia, o Brasil tinha um presidente respeitado no mundo todo e sempre convocado e homenageado em todas as instâncias internacionais que tratam de diminuir as desigualdades sociais, tínhamos um presidente que, além de ser popular no Brasil era invejado por outros países, apesar e talvez por isso mesmo, de sua origem semelhante à da maioria dos brasileiros.

O Brasil tinha um presidente que representava os brasileiros e do qual os brasileiros tinham orgulho.

A gente olhava na cara do Lula e estava lá escrito: esse cara é um estadista.

Veja qual é a imagem de Temer no mundo: inexpressivo golpista.

Veja se algum país convida Temer para alguma coisa.

Pergunte a algum brasileiro – de qualquer ideologia - se ele tem orgulho de Temer.

Pergunte se alguém acha que ele é um estadista.

Pergunte a algum estrangeiro o que pensa de Temer.

A resposta será: nada.

Porque não há nada o que pensar de Temer.

Ele é apenas um deputado mal votado que chegou a vice-presidente da República graças à popularidade do PT e à promessa de garantir a governabilidade por presidir o PMDB que herdou de Quércia.

E que veio não para dar sequência ao projeto de Lula de diminuição das desigualdades entre ricos e pobres no Brasil, como Dilma vinha fazendo, mas para fazer o oposto: para aumentá-las.

Lula era o presidente de um mundo moderno que se preocupa em derrotar a fome e a pobreza; Temer é o presidente das catacumbas que se ocupa em destruir as garantias trabalhistas e a aposentadoria dos brasileiros.

Era um vice decorativo, como ele mesmo se auto proclamou.

Agora presidente, passou de decorativo a nocivo.

E sempre inexpressivo.

Um vice-presidente à procura de um presidente. Não por acaso ele resolveu morar no Palácio do Jaburu.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247