Temer tenta pegar carona na caravana de Lula

"Isso de Temer dizer que é alvo de bombardeio logo depois de anunciar candidatura à reeleição é uma tentativa desesperada de pegar carona na caravana de Lula e de se igualar ao ex-presidente, como se ele também fosse alvo do Judiciário por motivos políticos. (...) Lula é o primeiro colocado nas pesquisas; Temer é o último", destaca Alex Sonik;  "A perseguição a Lula é política. A perseguição a Temer é policial", completa

"Isso de Temer dizer que é alvo de bombardeio logo depois de anunciar candidatura à reeleição é uma tentativa desesperada de pegar carona na caravana de Lula e de se igualar ao ex-presidente, como se ele também fosse alvo do Judiciário por motivos políticos. (...) Lula é o primeiro colocado nas pesquisas; Temer é o último", destaca Alex Sonik;  "A perseguição a Lula é política. A perseguição a Temer é policial", completa
"Isso de Temer dizer que é alvo de bombardeio logo depois de anunciar candidatura à reeleição é uma tentativa desesperada de pegar carona na caravana de Lula e de se igualar ao ex-presidente, como se ele também fosse alvo do Judiciário por motivos políticos. (...) Lula é o primeiro colocado nas pesquisas; Temer é o último", destaca Alex Sonik;  "A perseguição a Lula é política. A perseguição a Temer é policial", completa (Foto: Alex Solnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Isso de Temer dizer que é alvo de bombardeio logo depois de anunciar candidatura à reeleição é uma tentativa desesperada de pegar carona na caravana de Lula e de se igualar ao ex-presidente, como se ele também fosse alvo do Judiciário por motivos políticos.

A estratégia busca afastar o presidente do escaninho dos "crimes comuns", atrair simpatias entre petistas e confundir o eleitorado e o jogo eleitoral, mas é furada.

Há uma distância enorme entre eles e seus respectivos processos.

Lula é o primeiro colocado nas pesquisas; Temer é o último.

Lula é o presidente mais querido desde Getúlio; Temer é o mais desprezado desde a proclamação da República.

Não há um só documento provando que Lula recebeu o tríplex; as iniciais de Temer aparecem em planilhas de propina.

Lula nunca teve um coronel Lima.

Para sua tese vingar, Temer deveria explicar a quem interessaria destruir uma candidatura tão pífia como a sua.

A perseguição a Lula é política.

A perseguição a Temer é policial.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247