Tucanos arrebatam o Troféu Esqueçam o que Escrevi 2015

A taça vai para Mara Gabrilli e Aécio Neves, que brigaram com Eduardo Cunha e depois se reconciliaram, em nome de um impeachment que acaba de naufragar, diz o colunista Alex Solnik

A taça vai para Mara Gabrilli e Aécio Neves, que brigaram com Eduardo Cunha e depois se reconciliaram, em nome de um impeachment que acaba de naufragar, diz o colunista Alex Solnik
A taça vai para Mara Gabrilli e Aécio Neves, que brigaram com Eduardo Cunha e depois se reconciliaram, em nome de um impeachment que acaba de naufragar, diz o colunista Alex Solnik (Foto: Alex Solnik)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Num ano em que a disputa foi muito renhida os tucanos conseguiram, mais uma vez, ganhar por unanimidade, com amplos méritos o Troféu Esqueçam o que Escrevi 2015. O júri, formado por 200 milhões de brasileiros, justificou a escolha:

   “Talvez tenha sido o ano em que foi mais difícil eleger o vencedor. Os tucanos alcançaram o feito praticamente no apagar das luzes de 2015 graças, principalmente a atuações imbatíveis de Mara Gabrilli e Aécio Neves. A deputada tentou emular o discurso com que Gabeira praticamente destituiu o então presidente da Câmara Severino Cavalcante. Tendo recebido, provavelmente, o mesmo santo, Mara, fazendo até blague com a sua condição física intimou Cunha a renunciar afirmando “levanta dessa cadeira” e quase levou toda a nação às lágrimas. Os lenços sumiram da praça. Mas, quando Cunha abriu o impeachment, dias depois, quem sumiu foi ela, o que foi fundamental para levá-la à vitória. Mas não sozinha. Achamos justo dividi-la com Aécio Neves que também teve uma participação brilhante neste ano. Ao ler notícias acerca das milionárias contas secretas na Suíça disse, do alto de sua nobreza, que seu partido não poderia se omitir diante das “provas contundentes” contra Cunha, mas quando ele anunciou o impeachment, dias depois, Neves, mais do que rapidamente passou a dizer que as “provas contundentes” eram contra Dilma, fazendo jus, dessa maneira ao galardão que, no nosso entender, deverá ser dividido entre todos os tucanos, por uma questão de justiça. Parabéns a todos”.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email