Um conto no quarto

Elas se apegam a cada coisa. E não percebem que o amor que existe dentro dos homens é muito mais forte que a morte de uma flor para satisfazer uma sensação de felicidade momentânea e passageira. O Homem ama. Simples assim. Sem precisar de penduricalhos para viver intensamente o seu sentimento. O amor de um homem por sua mulher é puro. Mas quando ele se azoa...

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Deitados na cama, ela de súbito pediu: 

- Vamos fazer um conto? 

Surpreso, ri ao ouvir ela pedir para abrir o Word no notebook. Eu nuca tinha escrito algo assim. E para deixar a situação mais engraçada, ela me pede para tabular o texto. 

- Margem esquerda, 3. Disse ela. 

Foi o primeiro desentendimento para que o conto fosse feito a quatro mãos. Claro que só eu escrevia e ela ficava calada. Vez ou outra dava um pitaco. E qualquer movimento dela eu ia interpretando-o e colocando no texto. 

- Esse conto, só você escrevendo, vai sair do jeito que você quer. Não está engraçado. Assim não tem como publicar. Ela reclamava. 

E eu bolando de rir com a situação. E ela reclamando ao pé do ouvido do meu ouvido. E foi aí que eu resolvi continuar escrevendo sozinho. Lembrei do dia que comprei umas flores, a pedido de um amigo, para levar a sua paquera. Ela ficou sabendo disso. 

Você, amigo, já deve ter sido cobrado por ela de nunca ter dado um buquê de flores que morrem três dias depois. Elas não sabem, mas ver flores morrendo é desolador. 

- Nenhuma flor você me deu, imagina um buquê. 

Eu não sei por que "cabrunco" a mulher, de uma hora para outra, do nada, como se tivesse tido um estalo na cabeça, resolve falar que nunca recebeu flores na vida. E a conversa rapaz, é enjoada. Começa pela manhã, logo que você acorda, vai durante a tarde como se fosse um LP arranhado e entra pela noite. Até que o pobre coitado já esgotado e sem paciência resolve dizer. 

- Pelo amor de Deus, como uma praga de uma flor vai conseguir te deixar ainda mais feliz? 

E ela começa a botar a cara de quem não está gostando do rumo que a conversa começa a tomar. 

- Todo marido que quer agradar a mulher dá flores a ela. 

Nesse momento, passa como um relâmpago imagens de milhares de amigos, dos da infância, até os atuais, e eu não me lembro de um único que tenha feito o gesto que ela tanto insiste em afirmar. 

- Tá faltando comida em casa? Pergunto eu. 

- Não! 

- Os meninos estão sem roupas? 

- Não! 

As contas de água, luz, telefone, internet, mercado, o escambau estão atrasadas? 

- Claro que Não! 

- Então, me diz por que uma zorra de uma flor é mais importante do que o nosso amor? 

Ela olha, já com lagrimas nos olhos, e sapeca de lá: 

- Você é um insensível, não sabe agradar a mulher que tem. 

Duas horas depois e, mesmo eu tendo entrado no bainheiro, sentado na mesa e jantado, visto o jornal na TV, só quando começa a novela é que ela se cala. Mas antes ainda diz: 

- É por isso que hoje em dia os casamentos estão se acabando. 

Ela senta para ver a novela e o silêncio surge no ambiente. Bem que deveria ter um canal 24 só com novelas. 

Eu nunca vou compreender as mulheres. Elas se apegam a cada coisa. E não percebem que o amor que existe dentro dos homens é muito mais forte que a morte de uma flor para satisfazer uma sensação de felicidade momentânea e passageira. O Homem ama. Simples assim. Sem precisar de penduricalhos para viver intensamente o seu sentimento. O amor de um homem por sua mulher é puro. Mas quando ele se azoa... 

Terminei de escrever. Olhei para o relógio, vi que já estava chegando a meia noite. Desliguei o notbook, fiz minhas orações agradecendo a Deus por mais um dia e pedindo por familiares e amigos. Deitei e dormi o sono dos anjos. 

Dimas Roque. 

Do Livro: Quando o Amor Incomoda 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email