“Vem quente, que eu estou fervendo”

www.brasil247.com - Lula
Lula (Foto: Ricardo Stuckert)


Ainda em clima de início de ano, permito-me a estar um tanto distante das notícias sobre o país, por puro instinto de sobrevivência e para que eu me reanime e comece o ano de 2022, com a energia necessária para a luta vindoura. 

Quem pensa que esse ano eleitoral será o ano do “já ganhou”, com a eleição do ex-presidente Lula, está ingenuamente enganado. A luta que se avizinha, para que possamos respirar um pouco de democracia e esperança, será árdua, com alguns adversários ocultos, dissimulados, escancarados e outros desgovernados, rondando seu próprio umbigo, acreditando assim, que esteja acima da situação catastrófica por que passa o Brasil.  

Diante desse cenário, é notório nas redes sociais e na vida cotidiana que os ânimos já se encontram exaltados, tanto é que são muitas as insídias do fogo amigo e inimigo; desse último já sabemos os movimentos; do primeiro, ainda estamos conhecendo do que são capazes. Por exemplo, temos canal dito de esquerda “cancelando” aqueles que não compactuam com as suas verdades absolutas; mesmo que, para isso, tenha que fazer acusações de lavagem de dinheiro contra o “agora” inimigo, mas que “outrora”, rendeu audiência e dinheiro ao canal pedinte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Coabitamos nas redes sociais, já nas primeiras semanas de 2022,  com vários candidatos da dita “esquerda pura” (prefiro purista), o tom acusatório, histórico e intelectualmente desonesto, cujos ex-presidentes, Lula e Dilma, segundo os novos arautos da moralidade canhota, são responsáveis por todas as mazelas que assolam o Brasil, desde sempre. Alguns são do próprio partido, já outros defenderam a “Lava Jato”, foram do movimento “Não vai ter copa”, alcunharam os ex-chefes da nação, e ainda o fazem, com adjetivos que faria qualquer bolsonarista enrubescer ou se sentir um amador na arte do insulto; mas o pior de tudo isso é ler os comentários dos neófitos das novas estrelas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

E, para completar o que nos espera, há poucos dias, para a minha zero-surpresa, o ex-ministro e ex-governador do Ceará, Ciro 5% Gomes, ao responder uma pergunta do jornalista Luís Costa Pinto, do 247, resolveu, com aquele jeitinho meigo e  “ciro de ser”, proferir inverdades contra esse canal, durante uma coletiva de imprensa. Segundo o atoleimado pré-candidato, o 247 se  mantém às custas de dinheiro sujo; a metralhadora giratória não só insulta os profissionais, de peso, que fazem o Portal e a TV247 acontecerem, como também, os seus inscritos e membros do referido canal, que tiram do seu orçamento contado, todos os meses, pequenas contribuições para respirar um jornalismo de qualidade. Encaixo-me nesse público com o meu dinheiro suado de quem trabalha com educação, num país cuja educação seja sinônimo de conhecimento ou de urbanidade, é posto para o escanteio, cotidianamente. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ciro 5% Gomes é um velho conhecido por sua postura autoritária e atabalhoada. Aqui no Ceará, não há um conterrâneo que não tenha uma história troncha para contar do referido senhor; mas o que mais me causava perplexidade, num passado recente (2018), era ler, ver e ouvir vários jornalistas da imprensa sudestina se referir a ele como um espectro do campo progressista e até da esquerda. Imagina? Um dos maiores representantes do grande capital, no Ceará, incensado pela ideologia canhota. Um desatino! Acreditei que tal equívoco se devia à preguiça ou ao provincianismo desses meios de comunicação, pois bastaria uma investigação rasa sobre o cidadão paulista-sobralense para descartar tal afirmação. Agora só se engana, quem quiser. 

O ano de 2022 já começou com a mesma temperatura do meu torrão natal, mas esperamos que no seu final possamos, finalmente, ter o carnaval cancelado pela COVID19 e pela irresponsabilidade do COVARD17, com a eleição do ex-presidente Lula.         

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Este artigo não representa a opinião do Brasil 247 e é de responsabilidade do colunista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email