Bolsonaro começa a se aborrecer com protagonismo de Mourão

A desenvoltura do vice Hamilton Mourão tem provocado um aborrecimento crescente em Jair Bolsonaro; o capitão sonha ver o general longe dos holofotes, mas em vão; Mourão tem chamado a responsabilidade para si e solta declarações sobre todas as ações do governo, inclusive críticas, operando com uma espécie de "ouvidor" das bravatas bolsonarianas

Bolsonaro começa a se aborrecer com protagonismo de Mourão
Bolsonaro começa a se aborrecer com protagonismo de Mourão (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

247 - A desenvoltura do vice Hamilton Mourão tem provocado um aborrecimento crescente em Jair Bolsonaro. O capitão sonha ver o general longe dos holofotes, mas em vão. Mourão tem chamado a responsabilidade para si e solta declarações sobre todas as ações do governo, inclusive críticas, operando com uma espécie de "ouvidor" das bravatas bolsonarianas. 

A reportagem do portal UOL destaca que "com a franqueza que lhe é peculiar, Mourão não costuma fugir de temas encrespados. Sobre a suspeita de caixa dois que ronda o futuro chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni, disse: 'Uma vez que seja comprovado que houve a ilicitude é óbvio que o ministro Onyx terá que se retirar do governo...'."

A matéria ainda frisa a participação de Mourão na repercussão negativa do escândalo do Coaf: "instado a opinar sobre a movimentação bancária atípica de R$ 1,2 milhão do ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro, Mourão foi ao ponto: 'O ex-motorista [Fabrício Queiroz], que conheço como Queiroz, precisa dizer de onde saiu este dinheiro. O Coaf rastreia tudo. Algo tem, aí precisa explicar a transação, tem que dizer'."

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247