Bolsonaro decide privatizar parques públicos

A concessão dos parques nacionais de Brasília e de São Joaquim, foi incluída no mês passado no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). O decreto de qualificação, assinado por Jair Bolsonaro, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (10)

Jair Bolsonaro e parques públicos Lençóis Maranhenses, Jericoacoara e  Chapada dos Guimarães
Jair Bolsonaro e parques públicos Lençóis Maranhenses, Jericoacoara e Chapada dos Guimarães (Foto: REUTERS/Adriano Machado | Divulgação/SECOM)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro autorizou o processo de privatização dos parques nacionais de Brasília, no Distrito Federal, e de São Joaquim, em Santa Catarina. A concessão dos parques foi incluída no mês passado no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) e o decreto de qualificação foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (10). Atualmente, as duas unidade são administradas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Segundo nota do Ministério da Economia, a privatização visa o "aumento do acesso à população e a otimização do uso de recursos públicos”, além de “garantir o custeio de ações relativas à conservação, à proteção e à gestão das unidades”. De acordo com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles outros parques nacionais, como os dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão, Jericoacoara, no Ceará, e Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso, também serão entregues a iniciativa privada. 

O programa de concessão dos parques nacionais idealizado por Salles também prevê a concessão de 132 unidades de conservação ambiental na Amazônia, equivalente a 15% do território florestal brasileiro que se encontra ameaçado.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247