Bolsonaro defende seu "direito" de ser grosseiro

Jair Bolsonaro, que já fez ataques pessoais contra Brigitte Macron, mulher do presidente francês Emmanuel Macron, e contra Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile e atual Alta Comissária da ONU para Direitos Humanos, usou sua conta no Twitter para defender o que considera "seu direito" de fazer ataques. Para ele, “presidentes com postura foram responsáveis pela destruição do Brasil”. Na mesma linha, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, postou um vídeo onde vira as costas para um repórter do grupo O Globo

(Foto: Brasil 247 montagem)

247 -Jair Bolsonaro, que já fez ataques pessoais contra Brigitte Macron, mulher do presidente francês Emmanuel Macron, e contra Michelle Bachelet, ex-presidente do Chile e atual Alta Comissária da ONU para Direitos Humanos, usou sua conta no Twitter para defender o que considera seu direito de fazer ataques. Para ele, “presidentes com postura foram responsáveis pela destruição do Brasil”. Na mesma linha, horas antes, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, postou um vídeo no onde vira as costas para um repórter do grupo O Globo. 

“Presidentes com "postura" foram responsáveis pela destruição do Brasil que estamos reconstruindo. Enquanto se preocuparam com palavras bonitas e etiqueta, esqueceram de pegar firme contra a criminalidade, a corrupção, a destruição da família e os ataques à soberania do Brasil”, postou Bolsonaro. 

Os últimos ataques feitos por Bolsonaro contra outros chefes de Estado foram duramente criticados em todo o mundo. O episódio em que ele defendeu a tortura e morte de Alberto Bachelet, pai da ex-presidente chilena, ganhou destaque na mídia mundial, com destaque para a Inglaterra, Argentina, México, Alemanha, Espanha e Colômbia, além do próprio Chile.

Confira as postages de Jair Bolsoanro e Abraham Weintraub sobre o assunto. 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247