Bolsonaro mente sobre urnas e diz que enfrenta perseguição do TSE

Jair Bolsonaro disse que o TSE "fica o tempo todo aceitando qualquer ação de partidos, em especial do PT, para tentar atrapalhar a minha campanha"

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)


247 - Com chances de ser derrotado no primeiro turno da eleição presidencial, Jair Bolsonaro (PL) mentiu nesta segunda-feira (26) ao atacar novamente as urnas eletrônicas. Em entrevista ao Jornal da Record, o candidato à reeleição criticou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que, segundo ele, "fica o tempo todo aceitando qualquer ação de partidos, em especial do PT, para tentar atrapalhar a minha campanha".

"O Tribunal Superior Eleitoral informou à Polícia Federal que um grupo de hackers ficou por oito meses dentro do TSE, inclusive no período eleitoral. Quando a Polícia Federal pede os logs [registros digitais], impressão digital do que aconteceu nos computadores, sete meses depois o TSE informa... Está assinado lá por parte do diretor de tecnologia de informática do TSE, que foram apagados, por uma empresa terceirizada que fez manutenção dos computadores. Nem o TSE tem controle", disse Bolsonaro.

"Eu não mando no Tribunal Superior Eleitoral. Estou proibido de fazer live dentro da minha casa oficial, tenho que ir para casa de alguém. Perseguição política. Não posso usar as imagens do sete de setembro no horário eleitoral gratuito nosso. Ué, mas por quê? Eu convoquei o pessoal a ir às ruas. Eu tive um evento cívico-militar e depois fui conversar com o povo ali do lado, sem a faixa presidencial. O TSE fica o tempo todo aceitando qualquer ação de partidos, em especial do PT, para tentar atrapalhar a minha campanha", afirmou.

Ao longo do governo, Bolsonaro fez acusações sem provas ao dizer que o sistema eleitoral brasileiro não tem segurança contra fraudes. O ocupante do Planalto defendeu a participação das Forças Armadas nos resultados das eleições. Partidos de oposição denunciaram que ele pode tentar um golpe se for derrotado. 

Votos

A pesquisa Ipec, divulgada nesta segunda-feira (26), mostrou que o candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ganharia a eleição no primeiro turno. De acordo com os números, o petista vence Bolsonaro por mais de 15 pontos percentuais no segundo turno. As estatísticas apontaram que mais de 50% dos entrevistados rejeitam o atual ocupante do Planalto

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247