Boulos: com decisão sobre Lula, judiciário se afundou no pântano

Para líder do MTST e ex-candidato à presidência, Guilherme Boulos, decisão do Supremo recusa-se a encarar os fatos; "A imagem do Judiciário brasileiro afundou um pouco mais no pântano"

(Foto: Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Guilherme Boulos, disse que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em manter preso o ex-presidente Lula é uma recusa a encarar os fatos e que afunda a imagem do judiciário em um pântano.

"É incrível a posição dos ministros Celso de Mello, Edson Fachin e Carmen Lúcia. Mesmo com todos os elementos de suspeição à mesa, recusaram-se a enfrentar os fatos", analisa o líder do MTST.

"A imagem do Judiciário brasileiro afundou um pouco mais no pântano  essa noite", finaliza Boulos, candidato do PSOL à presidência nas eleições de 2018.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247