Boulos: governo Temer não teria legitimidade

"Além de um golpe à democracia, é um golpe aos direitos sociais", diz Guilherme Boulos, líder do MTST; "Se colocar o tal de 'Uma Ponte para o Futuro' em prática, todos os programas sociais serão destruídos"

"Além de um golpe à democracia, é um golpe aos direitos sociais", diz Guilherme Boulos, líder do MTST; "Se colocar o tal de 'Uma Ponte para o Futuro' em prática, todos os programas sociais serão destruídos"
"Além de um golpe à democracia, é um golpe aos direitos sociais", diz Guilherme Boulos, líder do MTST; "Se colocar o tal de 'Uma Ponte para o Futuro' em prática, todos os programas sociais serão destruídos" (Foto: Leonardo Attuch)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O líder do MTST, Guilherme Boulos, disse que "não reconhece a legitimidade" de um provável governo Michel Temer.

"Além de um golpe à democracia, é um golpe aos direitos sociais", afirmou. "Se colocar o tal de 'Uma Ponte para o Futuro' em prática, todos os programas sociais serão destruídos."

As afirmações foram feitas em reportagem de Thais Arbex, sobre uma tentativa de aproximação entre Temer e os movimentos sociais, que estaria sendo articulada por Paulinho da Força (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email