Mesa Diretora da Câmara determina reativação do Conselho de Ética, que vai analisar a cassação de Daniel Silveira

Também foi marcada reunião de líderes para esta quinta-feira (18), às 14 horas, para tratar da apreciação da medida cautelar decretada pelo STF

Plenário da Câmara dos Deputados 03/02/2020
Plenário da Câmara dos Deputados 03/02/2020 (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados informou nesta quarta-feira (17) que determinou a reativação imediata do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa para analisar o caso do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

O parlamentar foi preso por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, após publicar um vídeo em que fazia apologia ao AI-5, principal instrumento de repressão da ditadura militar, e defendia do fechamento do STF.

"A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados determinou hoje a imediata reativação do Conselho de Ética e representou contra o deputado Daniel Silveira junto ao Conselho. Está marcada reunião de líderes para amanhã [quinta-feira, 18] às 14 horas para tratar da apreciação da medida cautelar decretada pelo STF", afirma em nota, citada pela Agência Câmara.

No início da noite desta quarta-feira, líderes de seis partidos políticos de oposição do governo de Jair Bolsonaro na Câmara - PT, PSB, PDT, PCdoB, PSOL e Rede, protocolaram representação coletiva no Conselho de Ética da Casa em que pedem a cassação do mandato do deputado Daniel Silveira.

Mais cedo, o plenário do STF decidiu em votação unânime manter a decisão de Moraes que levou à prisão de Daniel Silveira. No entanto, mesmo com a decisão do Supremo, a prisão de um deputado federal precisa passar pelo crivo da Câmara. O presidente Arthur Lira (PP-AL) já foi notificado.

O deputado foi detido no fim da noite de terça-feira (16), em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, e passou o dia preso na sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email