Declaração de Funaro complica acordo de delação

Afirmação feita nesta semana pelo operador, de que "ainda tem" o que entregar sobre Michel Temer, complicou seu acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República, pois deu a entender, para o órgão, que estava escondendo informações dos procuradores

lucio funaro
lucio funaro (Foto: Gisele Federicce)

247 - Uma declaração feita pelo operador Lúcio Funaro nesta semana complicou o acordo de delação premiada com a Procuradoria Geral da República, que já estaria em fase adiantada.

Segundo nota na coluna Expresso, da revista Época, a afirmação de que "ainda tem" o que entregar sobre Michel Temer "provocou grande confusão" na PGR, pois deu a entender que estaria escondendo informações dos procuradores.

De acordo com a coluna, os advogados de Funaro, que está preso, tentam contornar a situação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247