Embaixada do Brasil é atingida pela forte explosão em Beirute

Mesmo distante da região portuária, local da explosão, a residência de um dos diplomatas brasileiros teve todos os vidros quebrados e está inabitável, mas nenhuma funcionário teria se ferido

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A embaixada do Brasil em Beirute, Líbano, foi atingida pela forte explosão que sacudiu a capital libanesa nesta terça-feira, 4. 

Segundo o jornalista Jamil Chade, colunista do UOL, mesmo distante da região portuária, local da explosão, a residência de um dos diplomatas brasileiros teve todos os vidros quebrados e está inabitável, mas nenhuma funcionário teria se ferido. 

Cerca de três quilômetros do porto, a residência de um dos diplomatas brasileiros, Roberto Salone, também foi alvo de sérios danos e acabou destruída. Todas as janelas explodiram e, segundo os moradores, as portas "voaram".

"Senti apenas uma enorme reverberação", disse o funcionário brasileiro em Beirute, segundo Jamil Chade. "Vamos ver onde passaremos a noite hoje", afirmou. "(A casa) está inabitável", admitiu.

A brasileira Rosaly Bouassi Raffoul, que mora em Beirute, disse à Globonews que a forte explosão ocorrida na capital do Líbano foi sentida pelos moradores como um terremoto. "O prédio balançou, os vidros quebraram, portas, cadeiras voaram. As cadeiras da sala de jantar estavam cada uma para um lado. Realmente foi muito forte, foi terrível", relatou a brasileira.

Segundo a agência Reuters, ao menos 10 corpos foram levados para hospitais de Beirute após a grande explosão na área portuária da capital do Líbano.

Confira o Boletim 247 sobre o assunto:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247