Empresas ligadas a ex de Bolsonaro podem ter ocultado dinheiro de rachadinha

As empresas, ligadas a Ana Siqueira Valle, realizaram movimentações financeiras consideradas atípicas, segundo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf)

www.brasil247.com - Ana Cristina Siqueira Valle
Ana Cristina Siqueira Valle (Foto: Ana Cristina Siqueira Valle (Reginaldo Teixeira / Reprodução / Facebook))


247 - O Ministério Público suspeita que as sete empresas que tiveram os sigilos bancário e fiscal quebrados pela Justiça do Rio, -- em conjunto com Carlos Bolsonaro e a segunda mulher de Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle --, tenham sido usadas para ocultar dinheiro das "rachadinhas" no gabinete do vereador na Alerj.

A quebra dos sigilos foi autorizada em 24 de maio. As empresas, ligadas a Valle, realizaram movimentações financeiras consideradas atípicas, segundo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Ela foi chefe de gabinete de Carlos Bolsonaro entre 2001 e 2008.

Para o MP, a constatação do Coaf reforça “a hipótese de que [essas empresas] possam ter sido utilizadas para ocultação do desvio dos recursos públicos oriundos do esquema da rachadinha na Câmara de Vereadores”. (Com informações do G1). 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email